Secretaria da Educação do Estado mobiliza gestores e as famílias para eleições do Colegiado Escolar

colegiado-escolar-2017

A Secretaria da Educação do Estado está mobilizando os gestores escolares, os estudantes e as famílias para a participação plena no processo eleitoral do Colegiado Escolar para o biênio 2017/2019, que acontecerá de 8 a 12 de maio em todas as escolas estaduais. Nesta quinta-feira (23), a Secretaria irá promover um encontro sobre as eleições, com gestores escolares e presidentes de colegiados da rede estadual de ensino, do Núcleo Territorial de Educação Metropolitano de Salvador (NTE 26), a partir das 8h30, no auditório do Centro Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque, no bairro da Caixa D´Água, em Salvador.

O colegiado tem a função de promover a participação e acompanhamento das ações pedagógicas, administrativas e financeiras da escola e é composto pelo diretor da escola e representantes de professores, funcionários, estudantes, pais, mães ou responsáveis.

No interior, as escolas também já estão mobilizadas para as eleições. Nesta terça-feira (21), o Núcleo Territorial de Educação do Baixo Sul (NTE 06), localizado em Valença (126 km de Salvador), reuniu gestores escolares e presidentes dos colegiados das escolas do território, no Centro Estadual de Educação Profissional do Leste Baiano. Durante o encontro, foram abordados diversos temas, como a importância do Colegiado Escolar como ferramenta de uma gestão democrática e participativa, além dos procedimentos para as eleições.

Para a professora Tania Alves, diretora do Colégio Estadual Manoel Benicio Dias, que participou da formação, “o suporte dado durante a reunião de trabalho foi extremamente proveitosa e importante, pois teremos tranquilidade e segurança na eleição do Colegiado Escolar nas nossas unidades de ensino”, afirmou.
Serviço
O que: Formação de gestores e das famílias sobre eleições para o Colegiado Escolar.
Quando: Nesta quinta-feira (22)
Horário: 8h30
Onde: Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque, no bairro da Caixa D´Água, em Salvador.

 Fonte: Portal da Educação/ Foto: Claudionor Jr

Educadores apontam ações de enfrentamento e combate à discriminação racial

educadores-apontam-acoes-de-enfrentamento-e-combate-discriminacao-racial-4
No Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial celebrado, nesta terça-feira (21), a Secretaria da Educação do Estado promoveu, no auditório da Secretaria, no Centro Administrativo (CAB), em Salvador, promoveu uma mesa redonda sobre o tema, como parte do projeto “Março Mulheres – Mulheres que Transformam”. O encontro, que contou com a participação de servidores, abordou a importância do debate nas diversas áreas da sociedade, sejam elas institucionais, religiosas ou educacionais, para o enfrentamento e o combate à discriminação racial.

A historiadora e teóloga, Gisélia Cruz, destacou o significado da data para a representação social das mulheres. “Esse é um momento, principalmente para nós mulheres da diáspora africana, onde pensamos sobre a nossa resistência e enfrentamento do machismo e do racismo. Por isso, temos que compartilhar conhecimentos para sabermos como lidar com essa discriminação e tentar diminuir, a cada passo, um problema que resultou de 400 anos de escravidão e que consiste ainda mais forte entre as mulheres”, destacou.

Representando a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Dandara Pinho, coordenadora da Rede de Combate ao Racismo e Intolerância Religiosa, falou sobre as políticas públicas voltadas para o tema. “Hoje com muita luta, as mulheres pretas estão ocupando espaços de poder e se organizando, se empoderando e empoderando outras mulheres. E isso vem junto com a importância de fiscalizar a implementação de leis, como a obrigatoriedade da temática da ‘História e Cultura Afro-Brasileira’, por exemplo, nas escolas, que ampliam este reconhecimento”, ressaltou.

Para o professor e especialista em relações raciais, Basilon de Carvalho, “intelectuais negros podem abrir um diálogo em que temos um espaço produzido por negros, com palestrantes negros que estão expressando a sua fala. E isso é uma referência para os estudantes que podem se ver representados e, por consequência, almejar esses espaços de destaque na sociedade”, salientou.

Fonte:  Portal da Educação

Fotos: Suâmi Dias

Inscrições para Olimpíada Nacional em História do Brasil

olimpiada-nacional-em-historia-do-brasil1

Estão abertas as inscrições para a 9ª edição da Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), projeto desenvolvido pelo Departamento de História da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). A primeira etapa da inscrição (com valor menor) segue até 26 de março. A segunda fase termina em 28 de abril – ou até atingir o limite de interessados.

A ONHB tem um formato totalmente original e é aberto para professores de História e alunos dos ensinos Fundamental (8º e 9º anos) e Médio (todos os anos) de escolas públicas e particulares.

Em 2016, a Olimpíada reuniu 42,7 mil alunos de cidades em todos os estados brasileiros, com participação expressiva da região Nordeste. Neste ano, a expectativa da organização da ONHB é que o número de inscritos seja ainda maior e supere 2016.

Como funciona?

A Olimpíada é composta por cinco fases realizadas de forma online pelas equipes formadas por um professor de História de três alunos. Cada fase dura uma semana. As respostas (questões de múltipla escolha e realização de tarefas) podem ser elaboradas pelos participantes por meio de debate com os colegas, pesquisa em livros, internet e orientação do professor.

Após as fases online, as equipes finalistas participam da grande final de presencial, que será realizada na Unicamp, em Campinas-SP, nos dias 19 e 20 de agosto. Na final, as equipes realizam uma prova dissertativa e, no dia seguinte, participam da premiação com entrega de medalhas.

“A ONHB tem uma proposta totalmente inovadora. Além do principal objetivo que é promover o ensino de História, tem como proposta incentivar o desenvolvimento da análise crítica e discussões sobre os mais variados assuntos, por meio de pesquisa, da busca por informações, textos, imagens e mapas. A participação também permite o envolvimento com os colegas e com o professor”, explica a coordenadora da ONHB, Cristina Meneguello.

A primeira fase terá início dia 8 de maio, finalizando a quinta etapa em 10 de junho. Após as cinco etapas, no mínimo 200 equipes (800 participantes) são classificadas para a final presencial. 

FONTE: Site da Olimpíada Nacional em História do Brasil

A prevenção na segurança pública passa pela educação, afirma Rui

pacto-pela-vida

A importância dos investimentos na infância e na adolescência para prevenir problemas na área da segurança pública foi destacada pelo governador Rui Costa durante a terceira reunião da Caravana do Pacto pela Vida no interior do estado, realizada nesta segunda-feira (20), em Eunápolis, no extremo sul da Bahia. O planejamento da segurança pública, com foco na prevenção por meio do desenvolvimento social, foi discutido no município por representantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público e outros órgãos. A caravana começou em Feira de Santana e já passou também por Vitória da Conquista.

O governador deu exemplos dos investimentos estaduais para a infância e a juventude. “A prevenção na área de segurança pública passa necessariamente pela educação. Temos dois programas: um para proporcionar o primeiro emprego e o outro que fornece bolsa de estudo para quem estuda fora do município. Estes investimentos são também para poder fazer prevenção em segurança pública. Somente na área social de prevenção para crianças, temos edital publicado de R$ 60 milhões para a busca ativa de famílias de maior vulnerabilidade social”.

Rui lembrou ainda dos investimentos do Estado na segurança pública propriamente dita. “O orçamento da Secretaria da Segurança Pública [SSP] era de R$ 1,37 bilhão em 2006 , representando 5,5% do orçamento total do Estado, e, em 2016, foi de R$ 4,87 bilhões, o que representa 12% do orçamento do Estado. Aí não está incluído o custo dos aposentados da SSP, nem da Secretaria da Administração Penitenciária [Seap], que este ano está abrindo 4 mil vagas. Nós chegaremos a 13 mil vagas, em uma relação de um preso para cada vaga, o que não existe em outro estado da Federação”.

O governador contextualizou também o investimento em segurança pública, informando que a Bahia é o 20º estado em arrecadação per capita do Brasil, apesar de ser o quarto em população e o oitavo em PIB. “Isso acontece porque temos um povo muito pobre. Somos o estado com maior contingente absoluto de pessoas na condição de pobres ou extremamente pobres. Então, é preciso ter uma racionalidade nos gastos públicos para que nossas escolhas tragam resultados o mais rápido possível”.

Integração – Para Rui, a reunião itinerante do Pacto Pela Vida é uma oportunidade de fortalecimento institucional. “A Caravana do Pacto pela Vida é importante para que os titulares dos poderes e órgãos se apropriam de detalhes importantes de cada região. É importante que quem representa as instituições no Estado conheça a Bahia”.

Também presente na reunião, o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, apontou o aumento da produtividade policial no extremo sul da Bahia. “A produtividade foi um dos pontos ressaltados nessa reunião, com melhora de até 300% nas apreensões de armas, drogas e nas prisões em flagrante em 2016, em relação a 2015. Isso mostra o que a polícia vem fazendo e é isso o que a gente quer: melhorar o relacionamento entre as instituições e reduzir os índices de criminalidade. Nós também viemos discutir com o governador e demais chefes dos poderes uma maior integração entre Ministério Público, Defensoria Pública e as polícias Civil e Militar, para continuarmos com as ações preventivas”, comentou Barbosa.

Fonte: Raul Rodrigues (Secom/GOVBA)

Foto: Amanda Oliveira/GOVBA

Exposição na Assembleia Legislativa apresenta percepções estudantis sobre o Sertão

artes-culturais-face-tal-encante-na-escola-parque

SER-TÃO. Este é o título da Mostra de Artes Visuais que reunirá 22 obras de estudantes da rede estadual de ensino, de 20 a 24/03, das 9h às 17h, no Espaço Cultural Josaphat Marinho, localizado na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. As criações estudantis foram desenvolvidas nas escolas, no âmbito do projeto Artes Visuais Estudantis (AVE). A iniciativa é uma parceria da Secretaria da Educação do Estado e da ALBA, por meio da articulação com o Programa Cultural da Escola do Legislativo. A entrada é gratuita.

Na mostra SER–TÃO, os visitantes irão perceber os “olhares” e “capturas” dos estudantes com relação aos traços característicos, as paisagens e os contrastes do Sertão. Trata-se de uma região singular, por meio da qual o estudante retrata a vida cultural, os tipos sociais, como os vaqueiros, assim como problemas relacionados à seca, além das memórias, dos sonhos, da felicidade e da esperança do povo nordestino.

>> Conheça os projetos de arte e cultura desenvolvidos pela Secretaria da Educação

A coordenadora de Projetos Intersetoriais, Nide Nobre, da Secretaria da Educação do Estado, destaca a importância do AVE no desenvolvimento educacional dos estudantes. “Com estilos e técnicas variadas, os estudantes expressam as percepções sobre eles mesmos, sobre a vida e as faces da Bahia, revelando a diversidade cultural do nosso Estado. É um processo de ampliação do conhecimento e aprimoramento do olhar que contribui no ensino e aprendizagem na escola”, explica.

O AVE é um dos oito projetos estruturantes de Arte e Cultura promovidos pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, com a finalidade de estimular as habilidades criativas dos estudantes. Em cada projeto, eles pesquisam, participam de oficinas criativas e confeccionam suas obras em sala de aula. Depois, concorrem às seletivas nas escolas, por Núcleo Territorial de Educação (NTE) até a culminância com a etapa estadual.

Fonte: Portal da Educação Foto: Geraldo Carvalho – Ascom/Educação

Estudantes de universidades estaduais podem se inscrever no Programa Mais Futuro

1465851653img7362-2 (1)

Estudantes das universidades estaduais da Bahia têm até o dia 31 de março para se inscrever no Programa Mais Futuro pelo endereço .  A iniciativa promove o Projeto Estadual de Auxílio Permanência, do Governo do Estado, que é destinado a alunos em condições de vulnerabilidade socioeconômica das quatro universidades estaduais da Bahia (UESC, UESB, UEFS e UNEB). O objetivo é apoiar os estudantes na continuidade dos estudos, evitando o abandono do curso e contribuindo para que concluam suas graduações.

“A meta é beneficiar nove mil estudantes universitários com auxílio permanência e estágio, em investimentos que chegarão a R$ 50 milhões até o fim de 2018”, afirma o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro. O secretário explica que para ter acesso ao benefício, o estudante deve estar inserido em alguns critérios, como possuir registro, individual ou familiar no Cadastro Centralizado de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico); possuir renda familiar per capita mensal não superior a meio salário mínimo; possuir renda familiar total mensal de até três salários mínimos e não ter nenhum vínculo empregatício.

>> Clique aqui para acessar os ediatais e o Manual do Aluno

O estudante do Curso de Jogos Digitais, Gildean Dias, da UNEB, em Salvador, está na expectativa de ser beneficiado. O ex-aluno do Colégio Estadual de Monte Gordo, no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, trabalhava como vendedor ambulante com a mãe e, ao fazer o primeiro semestre na UNEB, diz que a bolsa será fundamental para que ele realize o sonho da graduação que é esperado por toda a família.

“Estou muito confiante de receber este auxílio. Vai poder me ajudar no transporte e nos custos de estar em uma faculdade, em Salvador. Eu trabalhava como vendedor ambulante com a minha mãe, mas, no momento, estou contando com ajuda de irmãos e amigos para permanecer aqui. Fico feliz com este suporte do Governo, já que tive a chance de participar do curso Universidade Para Todos e fui aceito na UNEB, por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU)”, contou Gildean.

Os estudantes beneficiados receberão o Auxílio Permanência nos primeiros 2/3 do período de duração total do curso, tendo a opção e a prioridade para ingressar na segunda parte do projeto vinculado a um estágio de nível superior no último 1/3 de duração de curso.  Os auxílios serão divididos em três tipos: Básico – valor mensal de R$ 300 para estudantes que residem no município sede do campus ou até 100 Km de distância; Moradia – valor mensal de R$ 600 para estudantes que residam a mais de 100 Km do município sede do campus e Complementar – valor mensal para estudante que já tenha benefício de outra bolsa, mas esteja abaixo do teto máximo estabelecido.

Fonte: Portal da Educação

MEC e Ministério da Saúde vão levar campanha contra o HPV a escolas públicas e privadas

not_15032017_hpv_int

Os ministérios da Educação e da Saúde vão ser parceiros na campanha de vacinação contra o papilomavírus humano (HPV) nas escolas públicas e privadas de todo o país. O objetivo é aumentar a cobertura de imunização, ainda muito baixa em quase metade dos municípios brasileiros, com a participação ativa de professores na conscientização de estudantes e familiares. A parceria foi anunciada na manhã desta quarta-feira, 15, em entrevista coletiva no MEC.

O ministro da Educação, Mendonça filho, salientou que o ambiente escolar será utilizado como espaço para se alcançar o maior número de adolescentes. “Temos que levar informação aos jovens, conscientizá-los com relação aos riscos e a prevenção e, ao mesmo tempo, chamá-los para que eles sejam vacinados”, frisou o ministro.

Já o secretário de Educação Básica do MEC, Rossieli Soares, ao representar o ministro na coletiva, destacou que crianças e jovens têm o direito de serem vacinadas e reiterou o esforço conjunto dos dois ministérios para que a campanha chegue a todos. “Vamos evitar que a criança não seja vacinada por falta de informação, por exemplo. Ser vacinada é um direito da criança”, enfatizou.

De acordo com o Ministério da Saúde, 5,5 milhões de meninas entre 9 e 14 anos de idade estão com o esquema vacinal incompleto. O apoio do MEC, junto com a atuação direta e efetiva das prefeituras, pretende reforçar a adesão e a consequente redução futura de casos de câncer de colo de útero, o terceiro tipo mais comum em mulheres e a causa de muitas mortes.

Também presente na coletiva, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, confirmou que a utilização da estrutura escolar é uma forma eficaz de ampliação da cobertura de imunização. “As unidades de vacinação não costumam ser frequentadas por quem tem saúde ‘para dar e vender’, os nossos adolescentes. Então, vamos até eles na sala de aula”.

Uma novidade este ano é a inclusão dos meninos de 12 e 13 anos na rotina de vacinação contra o HPV. A expectativa em 2017 é que mais de 3,6 milhões sejam vacinados. A faixa etária será ampliada gradativamente até chegar aos que tiverem nove anos de idade.

Campanhas – A parceria entre os dois ministérios integra o programa Saúde na Escola, de ações integradas que incluem outras campanhas, como a de vacinação contra a meningite C entre adolescentes de 12 a 13 anos. Esta terá igual reforço por parte do MEC.

A cooperação entre os dois ministérios também vai possibilitar, pela primeira vez, que professores das redes pública e privada sejam vacinados como grupo prioritário contra o vírus H1N1. Segundo o ministro da Saúde, essa medida é importante, uma vez que estes profissionais têm contato com muito alunos e podem ser infectados pelo vírus com mais facilidade. “Junto com os profissionais de saúde, 2,3 milhões de professores serão vacinados no grupo prioritário, para que, em seguida, nós tenhamos o início da campanha de vacinação para toda a população”, concluiu Ricardo Barros.

Fonte: Ministério da Educação – MEC

 

Secretaria homologa resolução que amplia Educação Ambiental na Bahia

campanha-do-uso-racional-da-agua-na-escola-015

A Educação Ambiental passa a ser um componente articulado em todos os níveis, etapas e modalidades de todas as redes de ensino (pública e particular) da Bahia. As diretrizes para tanto estão determinadas na resolução nº 11, proposta pelo Conselho Estadual da Educação (CEE), homologada pelo secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, e publicada, nesta quarta-feira (15), no Diário Oficial do Estado.

Com isto, as ações de Educação Ambiental serão ainda mais fomentadas e fortalecidas nas escolas, promovendo o protagonismo estudantil. “O processo de construção da resolução foi feito de forma coletiva, para que o material viesse a ajudar as unidades das redes estadual, municipal e particular, na perspectiva que trabalhem a Educação Ambiental em todos os níveis e modalidades de ensino”, detalha Fábio Barbosa, coordenador da Educação Ambiental e Saúde, da Secretaria da Educação do Estado.

>> Clique aqui para ler todas as diretrizes.pdf

Desta forma, a Educação Ambiental deverá ser inserida no Regimento Escolar, no Projeto Político Pedagógico, no Plano de Curso (PC), no Projeto Pedagógico de Curso (PPC) e no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), sendo trabalhada em uma perspectiva crítica, transformadora e emancipatória. Ainda segundo a resolução, a inserção da Educação Ambiental no currículo da Educação Básica e Superior deve ser efetivada por meio de abordagem integrada e interdisciplinar entre as áreas de conhecimento e articulação entre diferentes componentes curriculares e em atividades extraclasses.

Além disso, a Educação Ambiental será organizada nos currículos das instituições de ensino, portanto, conforme os respectivos níveis, etapas e modalidades, com suas diretrizes específicas, de forma transversal e sistemática, levando em consideração a diversidade sociocultural das comunidades e dos Territórios de Identidade.

Em relação à dinâmica curricular, esta deve se desenvolver em processos pedagógicos participativos permanentes, com uma visão integrada e multidimensional das questões socioambientais, contemplando a diversidade dos múltiplos saberes em relação ao convívio com os seres vivos e seus habitats, promovendo o respeito e a responsabilidade com as diversas formas de vida, culturas e comunidades. A resolução estabelece, também, a formação inicial dos professores para a Educação Ambiental.

Fonte: Portal da Educação

Governo do Estado convoca 3.655 jovens para o Primeiro Emprego

3.655 jovens que cursaram os cursos técnicos da Rede Estadual de Educação Profissional foram convocados no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (15), através do programa Primeiro Emprego. Os convocados devem comparecer entre os dias 15 e 24 de março às unidades do SineBahia. Leia a matéria completa: http://migre.me/wf7w4

Se você quer participar do programa, se inscreva no site: http://primeiroempregobahia.com.br/

Saeb divulga resultado de provas da Agerba

Será publicado nesta quarta-feira (15), no Diário Oficial do Estado (DOE), o resultado provisório das provas objetivas do concurso público da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba). O certame, realizado no dia 12 de fevereiro, contou com aproximadamente 17 mil inscritos para os cargos de Especialista em Regulação e para Técnico em Regulação. Ao todo, foram ofertadas 60 vagas, sendo 30% para candidatos que se declaram negros e 5% para pessoas com deficiência.

A lista dos candidatos habilitados nesta etapa, por ordem de classificação, estará disponível também no site da organizadora do concurso, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (www.ibfc.org.br), e no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ba.gov.br). De acordo com o documento, os candidatos poderão fazer vistas à folha de respostas e realizar a interposição de recursos, dentro de um prazo de dois dias, procedimento feito no site do IBFC.

A próxima divulgação será do resultado da prova discursiva, também comum aos cargos de Especialista e Técnico em Regulação. Com isso, será realizada etapa exclusiva aos candidatos ao cargo de especialista, com a apresentação de títulos.

O concurso é promovido pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb) e atende ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado entre Agerba e Ministério Público Estadual. Para sanar dúvidas, basta consultar o edital, publicado no DOE do dia 17 de novembro de 2016, ou acompanhar as novidades no Portal do Servidor e do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação.

Fonte: http://www.portaldoservidor.ba.gov.br/noticias/concurso/saeb-divulga-resultado-de-provas-da-agerba