Governo baiano convoca para estágio 2,4 mil universitários

O governador Rui Costa anunciou, por meio do Facebook, na noite desta sexta-feira (26), a convocação de 2.410 universitários inscritos para estágio no Programa Partiu Estágio. Os estudantes foram comunicados pelo e-mail informado no ato de inscrição e também podem consultar a relação dos selecionados no site da Secretaria da Administração (Saeb).

>> Clique aqui para ver  os candidatos classificados para estágio Edital.pdf

“Adotamos o critério de priorizar os alunos que fizeram o ensino básico na escola pública e inscritos no CadÚnico. No dia 13, faremos a assinatura do contrato para dar ingresso a esses jovens que terão a oportunidade de reforçar seu aprendizado nos órgãos e empresas públicas do Estado”, afirmou Rui.

No e-mail recebido, constam informações sobre a necessidade de comparecer ao órgão ou entidade em que ele irá estagiar, munido de documentos pessoais. O prazo de comparecimento ao local de estágio é de 10 dias úteis, a contar da data de recebimento do e-mail convocatório.

O Programa Partiu Estágio garante o acesso de jovens universitários que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada.

Documentos 

O estudante precisa ficar atento aos documentos exigidos para começar a estagiar. Serão solicitados os seguintes documentos: comprovante de residência; original e cópia da Carteira de Identidade (RG); original e cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF); original e cópia de carteira de identidade do representante legal, ou do termo de guarda expedida por autoridade judicial, se for o caso; declaração da instituição de ensino informando o semestre letivo, o turno de estudo, o curso de formação e sua natureza presencial; e comprovante de matrícula e frequência na instituição de ensino.

É preciso apresentar ainda declaração própria de que não exerce atividade remunerada em órgão público; original e cópia do título de eleitor, se for o caso; original e cópia do certificado de reservista, se for o caso; Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS); comprovação de inscrição no CadÚnico, se for o caso; histórico escolar do Ensino Médio; declaração da escola em que cursou o ensino médio, como bolsista integral, se for o caso; e e-mail convocatório emitido pelo sistema.

Conforme consta no edital do programa, o estudante que, na data da contratação, não apresentar a documentação exigida perderá a vaga de estágio.

Fonte: Portal da Educação

Secretaria oferta 16.400 vagas para o pré-vestibular Universidade para Todos

upt9

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou, neste sábado (27), o edital para o curso Universidade Para Todos (UPT). Estão sendo ofertas 16.400 vagas. As aulas, preparatórias para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), são realizadas em Salvador e mais 228 localidades do Estado da Bahia, em 27 Territórios de Identidade. A ação é desenvolvida em parceria com as universidades estaduais UNEB, UEFS, UESB e UESC. As inscrições serão realizadas no período de 1º a 8 de junho, exclusivamente, no Portal da Educação.

“Esta é mais uma iniciativa adotada pela Secretaria que oportuniza aos estudantes a preparação para o ingresso no Ensino Superior. Tanto que podem participar, os egressos das redes públicas estadual e municipal e, também, os estudantes do 3º ano do Ensino Médio ou do 4º ano da Educação Profissional. Além disso, vale destacar a parceria com as nossas universidades estaduais”, afirma o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

>> Clique aqui para ler a íntegra do Edital.pdf

Poderá concorrer a uma vaga o candidato que for egresso do Ensino Médio das redes estadual ou municipal do Estado da Bahia. Também podem concorrer estudantes das redes públicas estadual ou municipal matriculados, em 2017, nas seguintes situações:  3º ano do Ensino Médio Regular ou suas modalidades correspondes, do 4º ano da Educação Profissional Integrada ao Ensino Médio ou suas modalidades correspondentes. Todos estes estudantes precisam ter concluído o Ensino Fundamental II (5ª à 8ª séries, atual 6º ao 9º ano ou modalidades correspondentes), e a 1ª e 2ª séries do Ensino Médio Regular ou modalidades correspondentes nas redes estadual ou municipal no Estado da Bahia.

Matrícula
A seleção é feita através das médias de Português e de Matemática que são lançadas pelo candidato no ato da inscrição e conferidas no ato da matrícula. A matrícula será realizada entre os dias 3 a 7 de julho, no local e turno que o aluno optou para estudar. Para se matricular, é preciso apresentar cópia e original do CPF, RG, comprovante de residência, além do Histórico Escolar do Ensino Médio e do Ensino Fundamental II. As aulas começam no dia 3 de julho e vão até dezembro de 2017.

Mais sobre o UPT 
O UPT oferece aulas regulares, de segunda a sexta-feira, de Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia, além de atividades complementares como seminários, oficinas, revisão para o ENEM, aulões, simulados e orientação vocacional. O curso oferece, ainda, material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas.

Em caso de dúvidas:

Ligue: 0800 285 8000 ou escreva: upt@educacao.ba.gov.br

Fonte: Portal da Educação

Estado promove mais de 1.600 professores e coordenadores pedagógicos por titulação acadêmica

thumbnail_866e4535-0283-4c97-a28f-8fdda135cfbe

Como parte da política de valorização dos profissionais da Educação, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou, nesta quinta-feira (25), a progressão funcional por avanço vertical para 1.635 professores e coordenadores pedagógicos dos Ensinos Fundamental e Médio, da carreira do magistério estadual. A ação é resultado de cursos de pós-graduação realizados pelos educadores, sendo 1.189 por especialização, 404 por mestrado e 42 por conclusão de cursos de doutorado. Estes educadores já receberão na folha de pagamento do mês de junho, retroativo a 1º de maio.

 

“A progressão funcional por avanço vertical traz um ganho salarial para os professores e coordenadores pedagógicos, mas, principalmente, deve resultar na qualidade da Educação, tendo em vista que estes profissionais desenvolvem pesquisas e ampliaram seus conhecimentos durante suas pós-graduações. Portanto, é mais um reconhecimento do Estado pelo aperfeiçoamento profissional dos educadores e, com isso, os estudantes também serão beneficiados”, afirma o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

 

A professora Emanuelle Santos de Carvalho Cardoso, do Colégio Estadual Inácio Tosta Filho, em Itabuna, região Sul da Bahia (436 km de Salvador) foi uma das beneficiadas com a progressão funcional. Lecionando há 10 anos, ela destaca a importância deste benefício para a sua carreira no magistério estadual. “A progressão representa, para mim, o reconhecimento do esforço, da dedicação e da determinação do professor, que sai da zona de conforto e busca ampliar seus conhecimentos para ter uma base mais sólida para lidar com os alunos, que, hoje, com acesso a tanta informação, trazem questionamentos que exigem mais desse professor. Para mim é uma dose a mais de incentivo para continuar me aperfeiçoando profissionalmente”, comemora.

 

Com esta progressão, um professor da rede estadual com carga horária de 40 horas, terá uma remuneração inicial de R$ 3.332,05, com mestrado de R$ 3.971,31 e com doutorado de R$ 4.725,86.

Fonte: Portal da Educação  

Secretaria premiará estudantes na Olimpíada Brasileira de Robótica

Os estudantes do Centro Territoriais e Estaduais de Educação Profissional e unidades compartilhadas da rede estadual de ensino, que participarem da Olímpiada Brasileira de Robótica 2017 terão mais um incentivo na competição. Os dois primeiros colocados da 1ª etapa (teórica) ganharão as inscrições para o Campus Party Bahia, que acontece, entre os dias 9 e 13 de agosto, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

A iniciativa é promovida pela Secretaria da Educação do Estado como forma de incentivar a iniciação científica e tecnológica na rede pública estatual de ensino. A premiação foi homologada, por meio do Edital SEC/SUPROT nº002, publicado, nesta quarta-feira (24/05), no Diário Oficial do Estado.

>> Clique aqui para ler a íntegra do edital

As inscrições dos estudantes na Olímpiada Brasileira de Robótica 2017 só poderá ser realizada por professor que leciona nos Centros Territoriais e Estaduais de Educação Profissional e unidades compartilhadas da rede estadual de ensino pelo endereço eletrônico www.obr.org.br. As inscrições seguem até quinta-feira (25/05) e as provas da primeira etapa serão realizadas no dia 2 de junho, na própria unidade escolar do estudante inscrito. O resultado será divulgado no dia 10 de julho.

Fonte: Portal da Educação

IAT e Uneb abrem inscrições para vestibular para cursos EaD

A Universidade do Estado da Bahia, em parceria com o Instituto Anísio Teixeira (IAT), está com inscrições abertas para vestibular de graduações na modalidade a distância (EaD). São 2.305 vagas para cursos que serão ofertados nos Polos Estaduais da Universidade Aberta do Brasil (UAB). As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site http://www.vestibularead.uneb.br/, entre os dias 12 e 30 de junho.

Este será o primeiro ano de oferta dos cursos no Polo UAB do Subúrbio Ferroviário de Salvador, que está instalado do Colégio Estadual Nelson Mandela, em Periperi. A unidade deve receber sete opções de curso, contemplando a comunidade do entorno. O Polo UAB do Subúrbio foi instalado pelo Instituto Anísio Teixeira, em parceria com a Uneb. “A abertura destes cursos representa a preocupação do IAT e da Uneb em ofertar uma educação pública de qualidade para todos e reforça a expertise do instituto que é o uso das tecnologias para a educação. Esta é uma parceria que tem tudo para render bons frutos”, afirma Desiderio Melo, diretor geral do Instituto Anísio Teixeira.

Universidade Aberta do Brasil

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia, por meio do Instituto Anísio Teixeira, é responsável em promover, consolidar e expandir políticas de educação a distância, voltadas para a formação inicial e continuada dos professores e demais profissionais da Educação Básica. A ação ocorre em articulação com os três níveis governamentais (federal, estadual e municipal) e as universidades públicas no intuito de viabilizar ações de formação inicial e continuada na modalidade à distância, visando atender aos professores e demais profissionais da educação básica.

Fonte: Portal da Educação

Secretaria convoca candidatos para a entrevista da seleção interna da Educação Profissional

A Secretaria da Educação do Estado divulgou na última segunda-feira (22/5), o resultado da seleção dos candidatos aptos para a Etapa II – entrevista técnica para a seleção interna do Edital SEC/SUPROT 01/2017. A entrevista será realizada em Salvador, na sede da Secretaria (5ª Avenida Nº 550, Centro Administrativo da Bahia – CAB, sala 217) no dia 1º de junho, conforme cronograma publicado.

Serão selecionados 37 professores efetivos do magistério com formação em pedagogia e especiaização em gestão pública. Outras 23 vagas são destinadas ao cadastro de reserva para atuar no Programa de planejamento, monitoria e avaliação da gestão dos centros e cursos de educação profissional da Bahia junto à Secretaria da Educação.

A previsão é que o resultado final seja divulgado no Diário Oficial de 14 de junho de 2017.

Fonte: Portal da Educação

 

Formação prepara professores para uso do Wikipédia em sala de aula

O Instituto Anísio Teixeira recebeu, nesta segunda-feira (22), os voluntários da Fundação Wikimedia para a realização da formação “Apresentação das possibilidades de uso da Wikipédia na sala de aula como ferramenta de ensino”, que visa capacitar os professores da rede pública de educação para a utilização da ferramenta e, também, estimular os estudantes para a produção colaborativa de conteúdos.

Voluntário da Fundação Wikimedia na Bahia, Lucas Teles, contou sobre o objetivo dessa parceria. “O objetivo é que os alunos possam começar a utilizar o Wikipédia em sala de aula, ou seja, eles se tornariam produtores de conteúdo da plataforma e que isso seja uma atividade da escola, capaz de gerar um conteúdo acessível a todos”, disse Lucas.

“Eles vieram compartilhar seus conhecimentos sobre como utilizar esses projetos da Wikipédia e, também, como podemos nos tornar colaboradores desse projeto para que as nossas produções possam ser acessadas por qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo”, afirmou Yuri Wanderley, coordenador do Programa de Difusão de Mídias e Tecnologias Educacionais – Rede Anísio Teixeira. “A nossa intenção é que ela possa se transformar em uma formação que o IAT possa disponibilizar para os estudantes e professores da rede pública de educação e dos outros projetos culturais da gente”, completou.

Fundação Wikimedia

A Fundação Wikimedia é uma organização beneficente, sem fins lucrativos, dedicada a incentivar a produção, desenvolvimento e distribuição de conteúdo livre e multilíngue e a disponibilizar ao público, integralmente, esses projetos baseados em wiki de forma totalmente gratuita. A Wikimedia Foundation opera alguns dos maiores projetos de referência editados colaborativamente em todo o mundo, incluindo Wikipédia, um dos 10 sites mais visitados.

Fonte: Portal do Servidor

Conselheiros do Estado e dos municípios discutem estratégias em conjunto para fortalecer a Educação

reuniao-dos-conselhos-de-educacao-do-estado1

Com o tema “Desafios e Perspectivas para os Conselhos de Educação como Órgãos” foi iniciada, nesta segunda-feira (22), a XVIII Reunião dos Conselhos de Educação da Bahia, no auditório do Hotel Fiesta, em Salvador. O evento visa discutir a atuação dos Conselhos Estadual e municipais de Educação e buscar estratégias e ações articuladas pelo fortalecimento da Educação.

A abertura do encontro, que acontece até esta terça-feira (23), contou com as participações do secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, da presidente do Conselho Estadual de Educação (CEE), Anatércia Contreiras, do reitor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), José Bites, e da presidente da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), Gilvânia Nascimento.

Na oportunidade, Pinheiro destacou a importância dos Conselhos e desta ação articulada. “É uma obrigação nossa permanentemente acompanhar e trabalhar com os Conselhos. Acredito que devemos começar a agir colaborativa e de forma a nos envolvermos ainda mais nas decisões para a melhoria da Educação, e, entre essas posições, convoco a todos para, juntos, conseguirmos sobrepor a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), com o objetivo de acabar com o conflito jurídico entre a LRF e as normas legais de valorização do ensino, que afetam os municípios”, ressaltou.

A presidente da CEE, Anatércia Contreiras, falou sobre o objetivo da reunião para o cumprimento dos Planos de Educação. “O evento visa unir todos os conselhos dos municípios e o estadual, sem nenhum valor de hierarquia, com o objetivo de discutir ações que contribuam para melhorar o monitoramento e avaliação do cumprimento dos Planos de Educação no Estado e dos municípios. Então, o evento tem como principal função unir esforços neste sentido”, contou.

Para o reitor da UNEB, José Bites de Carvalho, esse é um momento de fortalecer os Conselhos. “É importante destacar a importância desta reunião onde, essencialmente, estamos quebrando um paradigma desta hierarquia que um Conselho está submetido a outro. Temos que entender que somos autônomos enquanto Conselhos do Estado da Bahia, pois temos competências próprias, para que, efetivamente, possamos ter atuação de cada um dos conselheiros e cada Conselho, na dimensão e autonomia necessária para o fortalecimento da Educação como um todo”, enfatizou.

Ainda participaram da mesa de abertura, o presidente da União dos Dirigentes Municipais (UNDIME – BA), Williams Panfile, a presidente da União dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME – BA), e o presidente do Fórum Estadual de Educação da Bahia), Marcius Gomes.

Fonte: Portal da Educação

 

Educadores de vários municípios discutem acesso e permanência de estudantes com deficiência nas escolas

seminarioeducacaoespecial

Educadores e gestores de 54 municípios baianos participaram, até esta sexta-feira (19), em Salvador, do seminário sobre o Benefício de Prestação Continuada na Escola (BPC). A ação foi promovida pelas Secretarias Estaduais da Educação, da Saúde e de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social. O objetivo é capacitar os gestores municipais para o monitoramento dos beneficiários do BPC, de modo que contribuam para acesso e permanência, com qualidade, destes estudantes na escola.

No evento, a coordenadora da Educação Especial da Secretaria da Educação do Estado, Patrícia Braille, fez uma apresentação sobre a Educação Especial na rede estadual de ensino. A rede estadual trabalha com Educação Especial na perspectiva da educação inclusiva com Atendimento Educacional Especializado (AEE). O atendimento aos estudantes com necessidades educacionais especiais ocorre, de forma complementar, em 65 Salas de Recursos Multifuncionais (SRM), em 12 Centros de Atendimento Educacional Especializado e seis instituições conveniadas. Os alunos são atendidos nas escolas da rede e nos Centros de Educação Especial, dentro de suas especificidades, para que possam participar ativamente do ensino regular.

Segundo Patrícia Braille, a participação dos gestores e educadores no seminário é extremamente importante, pois apresenta subsídios para que os beneficiários do BPC tenham um acesso ainda mais qualificado à escola e possam desenvolver suas habilidades e potencialidades na perspectiva da Educação Especial. “A parceria entre estado e municípios é imprescindível para a implementação da política inclusiva. Apenas com a participação de todos é possível construir uma sociedade para todos. E nesses dias do evento, vimos, na prática, como o debate fica ainda mais qualificado quando Educação, Saúde e Assistência Social assumem, cada um, sua responsabilidade no cuidado com as pessoas com deficiência”, diz Patrícia.

Sobre o BPC na Escola - O Benefício de Prestação Continuada na escola tem por objetivo promover a elevação da qualidade de vida e dignidade das pessoas com deficiência beneficiárias do Benefício da Prestação Continuada (BPC), preferencialmente de 0 a 18 anos, garantindo-lhes acesso e permanência na escola, bem como o acompanhamento de seus estudos por meio da articulação intersetorial e da gestão compartilhada nas três esferas de governo, entre as políticas de Educação, Assistência Social, Saúde e Direitos Humanos.

Fonte: Portal da Educação

 

Atividades em tempo integral transformam educação na rede estadual

Cerca de mil escolas da rede estadual de ensino ofertam atividades na perspectiva da Educação Integral na Bahia. Uma delas é o Colégio Luiz Fernando Macedo Costa, localizado no bairro de Cajazeiras VII, em Salvador. “Eu acho muito interessante. Acho muito legal, porque assim a gente não fica muito tempo em casa, por exemplo. Eu fico muito entediado em casa”, afirma o estudante Ícaro Santos.

Aulas de xadrez, meditação, handebol, karatê, música, dança, futsal, reforço em português e matemática são oferecidas de forma complementar, ampliando o período de permanência dos alunos na escola. “A Educação Integral mudou muito o caminho do ensino. Os alunos entram na escola pela manhã e estão novamente com a gente à tarde. Assim, nós complementamos o trabalho que foi feito”, afirma o professor Eudaldo Dantas.

As atividades da Educação Integral têm apresentado resultados significativos no Colégio Luiz Fernando Macedo Costa. A unidade melhorou o desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), passando de 2,8 (em 2008) para 4,7 (em 2015). O resultado é o melhor entre as escolas estaduais da capital.

As transformações proporcionadas pela Educação Integral podem ser conferidas em vídeo da série ‘Educar para Transformar’, produzida pela Secretaria de Comunicação do Estado (Secom).

Fonte: Portal da Educação