Educadores planejam o ano letivo na rede estadual durante Jornada Pedagógica 2018

jp20182

Professores, gestores, coordenadores pedagógicos e técnicos da rede estadual de ensino estão mobilizados em toda a Bahia em torno da Jornada Pedagógica 2018. A primeira etapa do planejamento coletivo começou nesta segunda-feira (5) nas escolas estaduais em toda a Bahia e segue até esta quarta-feira (7), com o tema “Aprendizagens e Territórios: Novos Rumos para a Educação do Século XXI”. A atividade conta com mais de 30 mil educadores diretamente envolvidos e visa discutir ações e atividades para a melhoria da aprendizagem, avaliando o conteúdo e estratégias de articulação entre os projetos e o currículo.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, participou da jornada, nesta segunda-feira, em dois momentos, primeiramente no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Saúde Anísio Teixeira, no bairro de Caixa D´Água, e, depois, no Colégio Estadual Almirante Barroso, no bairro de Paripe, em Salvador. Na oportunidade, Pinheiro conversou sobre o trabalho desenvolvido para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem dos estudantes e sobre a importância das unidades como base das mudanças pedagógicas da rede estadual.

“A ideia para melhorarmos a oferta da educação na rede estadual teve sempre como primeiro passo ouvir os educadores que estão no dia a dia na escola. O trabalho que está sendo realizado há um ano e meio é de irmos à unidade escolar para conhecer a realidade de cada localidade, sempre motivando os gestores e professores a apresentar o que acreditam ser essencial para o desenvolvimento da sua pedagogia. Por isso, criamos o projeto Transformaê, que teve essa finalidade. E iniciamos, em 2017, duas etapas da Jornada Pedagógica, uma no início do ano letivo e outro no meio do ano”, destacou Pinheiro.

>> Veja todas as fotos da Jornada Pedagógica 2018 no Flickr da Educação

Reestruturação - Nesta perspectiva, o secretário elencou mudanças realizadas a partir destes debates. “Foi ouvindo a demanda das escolas que alteramos a duração dos cursos técnicos de nível médio, de quatro para três anos e que percebemos a importância de atrair estudantes que já terminaram o Ensino Médio, por meio de cursos de curta duração. Também reestruturamos o ensino noturno e estamos valorizando a Educação Inclusiva com mudanças estruturais nas escolas”, contou.

Na ocasião, Pinheiro parabenizou o estudante da unidade CEEP em Saúde Anísio Teixeira, Livio Trindade, 18 anos, presente ao evento, pelo seu excelente desempenho com o 1º lugar do curso de Direito, na Universidade Federal da Bahia (UFBA). “Esse é o melhor resultado que podemos apresentar pelo bom trabalho desenvolvido pelo aluno e professores na escola. Uma gestão não pode possuir rótulos ou carimbos, tem que ser baseada na construção de uma ação pedagógica concreta que possa oportunizar a outros estudantes a habilidade de concorrer e ingressar nas principais universidades, como aconteceu com o Lívio”, disse.

Gratidão - Para o estudante Lívio Trindade, retornar à unidade escolar representou um gesto de agradecimento. “É bom estar de volta à escola e rever todos os professores que foram importantes para a minha formação. Sei que a conquista deste sonho teve muito da minha vontade, mas tenho certeza que sem a postura dos meus professores que apresentam um trabalho pedagógico muito bom não teria base para enfrentar essa grande concorrência,” afirmou.

A diretora do CEEP em Saúde Anísio Teixeira, Verônica Lisboa, disse que a Jornada Pedagógica tem um papel fundamental para o planejamento do ano letivo. “Com certeza é um momento de reflexão e avaliação do ano que se passou, para repensarmos melhorias para o vindouro ano letivo. Receber a visita do secretário também nos dá um grande suporte para começarmos bem,” ressaltou.

Ainda segundo a diretora do Almirante Barroso, Celsina Borba, “a proposta de abraçarmos as necessidades dos moradores da comunidade com cursos e novas ofertas é valorosa. O que sempre digo aos professores é que toda inovação requer desafios e temos que estar preparados para as mudanças”, avaliou.

Fonte: Portal da Educação