Estudantes concluem otimistas as provas do ENEM

Concentração e cálculos foram as tônicas para os estudantes que fizeram, neste domingo (11), o segundo e último dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Em todo o Brasil foram aplicadas as avaliações de Matemática e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Agora os estudantes estão na expectativa da divulgação dos gabaritos e dos cadernos de questões, no dia 14, e principalmente dos resultados individuais no dia 18 de janeiro de 2019.

Estudantes da rede estadual que fizeram a prova estão confiantes. É o caso de Francine da Silva, 18 anos, 3ª ano do Colégio Estadual Mestre Paulo dos Anjos, no Bairro da Paz, em Salvador. “Estou empolgada, fiz boas provas. Pretendo entrar no curso de Letras, que é a minha grande paixão. Quando penso no meu futuro profissional, só me vejo atuando nessa área. Não sei ainda se quero ser professora, pesquisadora ou tradutora. A minha expectativa, agora, é passar no ENEM com pontos suficientes para fazer o curso na UFBA, que soube ser o melhor. Tenho perspectiva de me tornar uma profissional dedicada e competente”.

A estudante Emille Santos, 18, 3º ano do Colégio Estadual Rômulo Almeida, no bairro do Imbuí, também está esperançosa. “Gostei das provas, estou com muita esperança. Quero entrar para o curso de Publicidade e Propaganda, que é meu grande sonho desde que descobri a profissão em uma feira sobre vocação profissional, realizada na minha escola. Pesquisei muito sobre a carreira e, apesar das dificuldades do mercado, esta é a minha opção. Pretendo me dedicar muito no curso que vier a passar para ser considerada uma publicitária respeitada na praça”.

Primeira etapa 
A Bahia teve a menor taxa de abstenções na primeira fase do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) realizada no domingo (4), desde o ano de 2009. O Estado  registrou 23,5% de ausências, ou seja 93.646 pessoas, o que representa uma taxa menor do que a média nacional, que foi de 24,9%. A Bahia teve 398.492 inscritos, sendo o terceiro Estado com maior número de habilitados às provas em todo o país junto com São Paulo e Minas Gerais, sendo que entre os três foi o que teve a menor taxa de abstenção.

Fonte: Portal da Educação