Secretaria da Educação realiza seleção REDA para professores do Eixo Tecnológico de Produção Cultural e Design

Páscoa luz - Orquestra de violões e outras cordas Ceep música - divulgação (10)

A Secretaria da Educação do Estado está com inscrições abertas, até hoje (02), para o processo seletivo pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA) direcionado a professores que irão atuar no Eixo Tecnológico de Produção Cultural e Design. São ofertadas 100 vagas para atuação em unidades escolares situadas nos municípios de Irecê, Bom Jesus da Lapa, Seabra, Ilhéus, Itabuna, Gandu, Teixeira de Freitas, Juazeiro, Brumado, Guanambi, Itaberaba, Ruy Barbosa, Euclides da Cunha, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Ipiaú, Jequié, Santa Maria da Vitória, Senhor do Bonfim, Candeias, Lauro de Freitas e Salvador.

Os interessados devem possuir diploma devidamente registrado de conclusão de curso de nível superior em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação, de acordo com a função e/ou área de atuação. O processo seletivo simplificado será constituído de uma única etapa – avaliação curricular -, de caráter eliminatório e classificatório. Os educadores vão atuar nos cursos de Canto, Cenografia, Composição e Arranjo, Comunicação Visual, Conservação e Restauro, Dança, Figurino Cênico, Instrumento Musical, Multimídia, Processos Fotográficos, Produção de Áudio e Vídeo, Publicidade, Regência e Teatro, ofertados tanto nos Centros de Educação Profissional quanto no projeto Escolas Culturais, em vários Territórios de Identidade da Bahia.

Os candidatos aprovados vão atuar em programas estaduais e federais de educação profissional, participar da elaboração da proposta pedagógica e do plano de desenvolvimento do estabelecimento de ensino e elaborar e cumprir plano de trabalho e de aula, segundo a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino, entre outras funções. O professor terá carga horária de 20h, com remuneração composta de salário básico no valor de R$ 1.223,33, acrescido de Gratificação da função temporária, no valor de R$ 381,43, perfazendo um total de R$ 1.604,76.

No dia 5 de maio a Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulga a relação provisória dos candidatos habilitados no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Após o prazo de recursos, nos dias 8 e 9 de maio, será publicado no Diário Oficial do Estado (D.O), no dia 15 de maio, a convocação dos habilitados para entrega de documentação para comprovação da Avaliação Curricular. Já no dia 6 de junho, no Portal da Educação, estará disponível a relação provisória dos classificados na avaliação curricular. O resultado final será publicado no D.O no dia 15 de junho.

Fonte: Portal da Educação

Secretaria da Educação promove seminário para discutir oferta de cursos técnicos de nível médio em regime de alternância

A Secretaria da Educação do Estado promoveu, nestas terça e quarta-feira (24 e 25), em Salvador, o Seminário de Sistematização e Avaliação da Experiência da Pedagogia da Alternância. A iniciativa, desenvolvida em parceria com o Instituto Aliança com o Adolescente (IA), teve como objetivo avaliar o projeto de implantação de cursos técnicos de nível médio em regime de alternância na rede estadual de Educação Profissional e Tecnológica da Bahia e reuniu gestores, professores e estudantes de cinco Centros de Educação Profissional e seus anexos, localizados nas cidades de Wagner, Ipiaú, Medeiros Neto, Prado, Santo Amaro e Arataca, onde a experiência vem sendo desenvolvida.

Durante o evento, os participantes estão discutindo a oferta dos cursos técnicos em regime de alternância e, também, avaliando os resultados, desafios e avanços da proposta. A perspectiva é que sejam feitas orientações para a elaboração de documentos pedagógicos e institucionais da escola.

De acordo com o superintendente de Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Durval Libânio Netto, a abordagem é essencial para o processo de expansão deste tipo de oferta na rede. “O projeto objetiva implantar cursos técnicos de nível médio em regime de alternância em treze Centros de Educação Profissional, contribuindo para uma melhor e mais completa formação de jovens e adultos agricultores/as familiares, pescadores e aquicultores locais, oportunizando uma formação profissional e a continuidade do percurso formativo, melhorando a produção na sua propriedade e ampliando as possibilidades de inserção social e profissional no mundo do trabalho”, afirmou o superintendente, ao acrescentar que “a proposta visa, também, instrumentalizar as conquistas em prol da Educação dos povos do campo e reconhecer o direito dessa população em ter escolas diferenciadas e que respondam aos seus interesses e anseios”.

Sobre o curso – O superintendente ressaltou que a metodologia da pedagogia da alternância, oportuniza que os estudantes, principalmente os que moram na zona rural, possam fazer o curso. “Esta pedagogia está identificada com a formação em períodos alternados de vivência e estudo na escola e na comunidade, caracterizada pela aplicação em diferentes situações de aprendizagem. Por meio da alternância, o estudante analisa sua realidade através das atividades trabalhadas nos períodos escolares e a partir de observações constantes que faz no meio sócio-profissional e no meio em que vive”, explicou.

Durante esses períodos alternados de aprendizagem, os estudantes são acompanhados por professores que os orientam em atividades educativas, promovendo o diálogo entre a teoria e a prática para dar vida às experiências do cotidiano do campo.

Fonte: Portal da Educação

Governo do Estado investe mais de R$ 15 milhões em bolsas para estudantes universitários pelo Programa Mais Futuro

Estudante Helena -  Programa Mais Futuro - Helena - Divulgação (4)

O Mais Futuro, maior programa estadual de assistência estudantil, chega ao segundo ano, com investimento total de R$15.220.900,00. Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, a iniciativa busca garantir a permanência dos estudantes que se encontram em condições de vulnerabilidade socioeconômica nas quatro universidades estaduais (UNEB, UEFS, UESC e UESB). Até o momento, foram atendidos 8.303 estudantes que recebem bolsas de auxílio permanência, de R$ 300 ou R$ 600, ou vagas de estágio, percebendo R$ 550, em órgãos públicos e privados.

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, destaca a importância do programa que segue a estratégia política do Estado de proporcionar o aprendizado e preparação do estudante até sua entrada no mundo do trabalho. “Estamos desenvolvendo um eixo pedagógico voltado para um novo perfil de oferta na educação. É proporcionar ao estudante da educação básica optar pelo que mais se identifica, seja na arte, cultura, ciência, empreendedorismo, curso técnico ou universidade. Então, o Mais Futuro vem garantir que o aluno saia do Ensino Médio e tenha a garantia de poder cursar e finalizar o Ensino Superior, principalmente para os de baixa renda, que por muitos motivos acabam abandonando a universidade. Com o programa, o Governo do Estado está garantindo esse direito aos jovens que optam pelo nível superior”, afirma.

A estudante do 6º semestre, do curso de Biologia, Helena Dantas, 27 anos, da Universidade Estadual do Sul da Bahia (UESB), em Vitória da Conquista, é uma das beneficiada e fala sobre a importância do Mais Futuro para sua vida. “O surgimento do Mais Futuro me deu a oportunidade de continuar na universidade. Moro no município de Livramento de Nossa Senhora, a 206 km, e estava passando por dificuldades financeiras, porque meu pai tinha ficado desempregado e não tinha a quem recorrer, apesar dos sacrifícios que já vinha fazendo para me ajudar. Com a bolsa de R$600 estou podendo garantir minha permanência, cobrindo custos de moradia e ajudar no dia a dia do curso”, contou.

Já a estudante Quetilen Souza, 20, 2º semestre de Fonoaudiologia, na Universidade Estadual da Bahia (UNEB), em Salvador, destacou que sem o Mais Futuro seria muito difícil a sua permanência na UNEB. “Acho que um dos grandes benefícios é podermos seguir sem uma dependência dos pais. Minha família não tem muitas condições e a bolsa ajuda a poupá-los de mais esse custo. Com o auxílio, divido um aluguel com outras colegas e ainda utilizo para adquirir materiais para as disciplinas. Sou muito grata porque vim de Botuporã, a 712 Km, perto da divisa com Minas Gerais, e tenho a condição de estudar em Salvador no curso que escolhi para minha profissão”, ressaltou.

Inscrição - Para participar do Mais Futuro, o estudante precisa estar devidamente matriculado, frequentando a universidade e ter cadastro no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais). A inscrição é aberta, sempre no final e início de cada semestre, e deve ser feita pelo site www.maisfuturo.educacao.ba.gov.br. Existem três tipos de auxílio permanência: Básico, de R$300, para estudantes que residem a menos de 100 km da universidade; Moradia, de R$600, para estudantes que residem a mais de 100 km da universidade; e Complementar, caso o aluno receba algum auxílio da universidade ou prefeitura, por exemplo, que é complementado com a diferença pelo Mais Futuro.

Além do auxílio permanência, que é oferecido até 2/3 do curso, o estudante também pode optar pelo estágio, segundo explica o coordenador do Programa Mais Futuro, José Carlos Sodré, da Secretaria da Educação. “O estudante tem esta opção a partir da publicação de editais. O estudante que já realizou 2/3 do curso, não tem mais direito à bolsa de permanência, mas o programa Mais Futuro dá a opção de ele ingressar em um estágio que vai lhe proporcionar uma renda para finalizar a universidade”, elucida Sodré, ao ressaltar que, após a homologação dos pedidos do auxílio pela Secretaria da Educação, os bancos avaliam os documentos via Receita Federal para verificar a veracidade. “Caso haja alguma incongruência nos documentos ou o candidato tenha alguma pendência, como no título de eleitor ou militar, por exemplo, o auxílio fica retido até que ele resolva essas questões”, acrescentou. 

Fontes para entrevistas:

José Carlos Sodré: 9-9298-9138

Helena Dantas: 77- 9-9158-7482

Quetilen Souza: 77-9-9165-8199

Fonte: Portal da Educação

Secretaria da Educação do Estado mobiliza professores para o projeto 100% ENEM

download (30)A Secretaria da Educação do Estado está promovendo o segundo ano do projeto ENEM 100%. O objetivo é orientar, mobilizar e fomentar a participação dos estudantes do 3º ano do Ensino Médio da rede estadual de ensino no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Para tanto, o projeto engloba ações estratégicas voltadas para o fortalecimento das aprendizagens e o Redijaê, que consiste na correção de textos, com ênfase na Redação.

Para envolver ainda mais os professores no Redijaê, a Secretaria está  convidando os educadores para serem parceiros do projeto, por meio da assinatura de um Termo de Parceria e Compromisso. O termo está sendo enviado aos gestores das unidades escolares. Os professores devem enviar os termos para o e-mail redijae2018@gmail.com e caso não tenham recebido, mas desejem participar, os educadores devem entrar em contato pelo mesmo endereço eletrônico.

O superintendente de Políticas para a Educação Básica do Estado, Ney Campello, explicou que o ENEM 100% funciona por etapas, que incluem a mobilização das unidades escolares, a inscrição e o registro dos inscritos, o fortalecimento das aprendizagens e Redijaê, e o apoio logístico para a realização das provas. Ele disse que o engajamento dos educadores no Redijaê é fundamental. “Nessa etapa do projeto, que é o fortalecimento das aprendizagens e o Redijaê, estamos cientes que a contribuição dos professores de Linguagens é de grande relevância para a produção escrita. Por isso, convocamos os educadores de Língua Portuguesa para esse importante pacto pela melhoria da habilidade de nossos estudantes na escrita, sendo parceiros do ENEM 100%”, destacou.

Os professores inscritos assumem o compromisso de articular os planos de curso e de aula, com foco na produção textual para o ENEM, utilizando como suporte os ambientes virtuais do Google e a Plataforma Anísio Teixeira. Neste caso, os professores participam de uma formação para atuar no Google Classroom, sala de aula virtual do Redijaê, e na Plataforma Anísio Teixeira, para a avaliação das redações, a partir dos parâmetros do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Redijaê – A ação, que faz parte do projeto Enem 100%, propõe que os estudantes escrevam e enviem suas redações para o ambiente virtual da Plataforma Anísio Teixeira. Os textos são analisados por professores da rede estadual e por estudantes de universidades públicas e particulares e devolvidas para os alunos, com as observações necessárias para o aperfeiçoamento da escrita dissertativa. O projeto permite o envio de duas redações por estudante.

Fonte: Portal da Educação

Curso em parceria com o Sebrae formará professores sobre Educação Empreendedora

download (29)

A Secretaria da Educação do Estado promoveu, nesta segunda-feira (23), uma videoconferência sobre o ‘Programa Despertar Educação Empreendedora’, uma iniciativa do Sebrae que será implantada na rede estadual visando à formação de professores na área do Empreendedorismo. A videoconferência, realizada no Instituto Anísio Teixeira, foi transmitida para as sedes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e teve como objetivo prestar orientações sobre a formação e a metodologia a ser aplicada para fomentar, ainda mais, a Educação Empreendedora na rede estadual.

A formação contemplará duas turmas com 216 professores, que atuarão tanto na Educação Básica quanto nos cursos de Educação Profissional e Tecnológica. O curso será realizado a partir de um ambiente virtual de aprendizagem, que é uma expertise do Sebrae. “A formação tem vários módulos que falam desde noção do empreendedorismo à práticas empreendedoras, criatividade, trabalho em equipe, enfim, tem uma rica pauta de temas que fazem parte da formação e depois o professor se torna um multiplicador com os seus alunos. A perspectiva é que a ação alcance 50 mil estudantes, sendo 40 mil do Ensino Regular e 10 mil da Educação Profissional”, afirmou o superintendente de Políticas para a Educação Básica do Estado, Ney Campello.

A atividade contou com a participação de Jorge Khoury, diretor superintendente do Sebrae na Bahia. Ele explicou que o Programa Despertar Educação Empreendedora visa fomentar o empreendedorismo entre jovens estudantes do Ensino Médio, de modo que possam ter uma visão de mundo abrangente, intensificando suas potencialidades. Segundo Khoury, o programa permite que os professores multipliquem os conhecimentos adquiridos junto aos seus alunos para que tenham a percepção real do que é o universo empreendedor, envolvendo a cooperação, a cidadania e a ética.

Fonte: Portal da Educação

 

 

Professores da rede estadual fazem formação para atender estudantes em domicílio e em hospitais

download (28)

Com o objetivo de formar os professores da rede estadual para o atendimento escolar a estudantes gravemente enfermos e/ou impossibilitados de frequentar o colégio regularmente, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia deu início, nesta segunda-feira (23) ao primeiro módulo da Formação Continuada em Classe Hospitalar/ Atendimento Domiciliar. Na abertura do evento, o Serviço de Atendimento à Rede em Ambiências Hospitalares e Domiciliares (SARAHDO), da Secretaria da Educação, foi oficialmente inaugurado. Atualmente, são atendidos em domicílio cinco jovens gravemente enfermos, assegurando-lhes escolaridade, atendimento educacional especializado e tratamento personalizado e humanizado para estudantes e familiares.

A formação, que prossegue até sexta (27), no Instituto dos Cegos da Bahia, em Salvador, reúne 40 educadores a cada módulo (serão três no total), que serão capacitados dentro da perspectiva de buscar novos conhecimentos que favoreçam a participação social ativa do público-alvo da Educação Inclusiva. O serviço de atendimento escolar aos estudantes gravemente enfermos se estenderá à rede estadual hospitalar tão logo os professores forem formados.

O superintendente de Políticas para a Educação Básica da Educação do Estado, Ney Campello, falou sobre a importância do programa de Educação Inclusiva. “Trata-se de uma das ações estruturantes da política educacional do Estado, que se confirma com a publicação das Diretrizes de Educação Inclusiva e, dentro disso, o atendimento hospitalar é emblemático para assegurar a oportunidade educacional para todos. Não temos que pensar a escola como um prédio físico. Escola é um ambiente onde o estudante está. Se esse ambiente é um hospital, a escola vai onde ele está. Se é na casa, atendemos em domicílio. É a garantia de que o Estado assegure como dever constitucional o direito de aprendizagem para todos”, afirmou.

A coordenadora de Educação Inclusiva da Secretaria da Educação, Patrícia Braille, destacou que o SARAHDO é um serviço novo no Estado, mas que já vinha sendo realizado, não oficialmente, por meio de atendimento escolar a estudantes gravemente enfermos, em suas residências. “O objetivo do serviço é que esse atendimento seja realizado para além do domicílio. Ou seja, vamos implantar uma classe hospitalar e, para isso, estamos formando e sensibilizando os professores que atuarão na área por meio deste curso que será ministrado pelas professoras Veruska Poltronieri e Irami Lopes”.

Psicopedagoga e especialista em Classe Hospitalar, Veruska Poltronier explicou que a formação na área é um campo ainda desconhecido por muitos profissionais da Educação, mas que vem crescendo.  “A formação tem o objetivo de falar um pouco sobre o que é a classe hospitalar, tanto do aspecto legal e até do ponto de vista epistemológico; o que é o atendimento domiciliar, como surgiu. A gente precisa ter não só os multiplicadores, mas que os colegas professores possam se sensibilizar com uma realidade que nos traz um número alto – cerca de seis mil – de jovens com patologias crônicas, como oncologia, nefrologia e cardiopatia, entre outras. São pessoas que vivem praticamente no hospital, então é naquele ambiente que eles vão ter acesso à Educação, enquanto, por exemplo, se submetem à uma hemodiálise”.

Atuação do SARAHDO  – É o que acontece com o estudante Mateus Silva, 15, 1º ano do Colégio Estadual Sete de Setembro, em Paripe. Ele sofre de epidermólise bolhosa, doença rara e sem cura causadas por um defeito genético da fixação da camada da epiderme na derme. A professora Ariana Santana, responsável pelo atendimento em domicílio ao aluno conta que ele tem o seu cognitivo preservado, mas nem sempre pode ir à escola por conta da sua imunidade. “Dou aula a ele na garagem de sua casa, que é iluminada e ventilada. Ele é muito interessado inteligente e hoje ele se sente uma outra pessoa porque, como é o objetivo do nosso projeto, a gente traz um olhar para além da enfermidade e, com isso, o estudante se sente estimulado a estudar”, afirmou a educadora.

A prova de que o SARAHDO tem resultados positivos foi testemunhada pelo estudante de Arquitetura e Urbanismo, Tato Gomes, 25, que já foi atendido pelo serviço. “A escola foi muito importante para mim porque me incentivou a continuar estudando e me servia de alento para a rotina a que tinha que me submeter por conta da osteosarcoma (tumor nos ossos). Com esse projeto, a gente tira a doença de foco e coloca os estudos. Tanto que hoje faço faculdade e me sinto realizado”, declarou durante o evento.

Fonte: Portal da Educação

 

Escolas têm até hoje para cadastro na Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

Os gestores, professores e coordenadores pedagógicos das escolas do Estado da Bahia deverão cadastrar os projetos ambientais elaborados nas unidades escolares para a V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente. Para as escolas, do sexto ao nono ano do Ensino Fundamental, que já fizeram conferência escolar, o prazo para preencher o formulário se encerra hoje (20). As experiências deverão ser descritas no site do Ministério da Educação (MEC): http://formularios2.mec.gov.br/formulario-v-cnijma

O coordenador de Educação Ambiental e Saúde da Secretaria da Educação do Estado, Fábio Barbosa, falou sobre a necessidade da observância dos prazos. “É importante destacar que caso não realizem o cadastramento no site do MEC, as escolas não poderão participar das etapas posteriores. Por isso, é fundamental o empenho de toda a comunidade escolar neste processo. A Bahia vem sendo destaque nas últimas edições da Conferência e precisamos continuar dando visibilidade, cada vez mais, as ações que acontecem no chão da escola”, afirmou, ao acrescentar que, até o momento, quase mil escolas na Bahia, das redes estadual, municipais e particulares, já realizaram suas conferências escolares.

Ensino Médio – Já as escolas da Educação infantil, dos anos iniciais do Ensino Fundamental, e do Ensino Médio têm até o dia 30 de abril para fazer o registro do processo em formulário próprio pelo endereço: http://formularios2.mec.gov.br/registro-da-conferencia-na-escola-v-cnijma-fora-do-regulamento

Sobre a Conferência – Com o tema “Vamos Cuidar do Brasil Cuidando das Águas ”, a V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente (CNIJMA) tem o objetivo de mobilizar a comunidade escolar para realizar processos educativos, por meio da participação social, sobre a dimensão socioambiental da água. A V Conferência Nacional acontece em quatro etapas. Na primeira, a conferência escolar, os alunos elaboraram um projeto de ação com foco na dimensão socioambiental da água. Na Bahia, a III Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente apresenta como tema: “As Escolas da Bahia cuidando das águas” e está em andamento com a etapa escolar.

Fonte: Portal da Educação

 

Secretaria da Educação do Estado convoca aprovados em seleção REDA para diferentes funções

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia está convocando os candidatos aprovados nos processos seletivos realizados pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). Nesta quinta-feira (19), foram publicados editais no Diário Oficial do Estado (DO) para diferentes funções: técnico de nível médio/ mediador do Ensino Médio por Intermediação Tecnológica (EMITEC), professor da Educação Básica (substituto), professor da Educação Básica e Básica do Campo, preceptor de Estágio de Enfermagem e pessoal para a Educação Inclusiva, nas funções de: Técnico de Atendimento Educacional Especializado (Técnico AEE), Tradutor/intérprete de LIBRAS.

A orientação é para que os aprovados e convocados compareçam, imediatamente, ao Núcleo Territorial de Educação (NTE) para os quais foram selecionados. No caso da Região Metropolitana de Salvador, os convocados deverão comparecer à sede da Secretaria da Educação do Estado, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), sala 138, para a apresentação dos documentos necessários à contratação. Os editais de convocação podem ser conferidos no Portal da Educação: http://institucional.educacao.ba.gov.br/selecaoconcursos

Agente de portaria – A Secretaria da Educação do Estado também divulgou, no Diário Oficial, desta quinta-feira (19), a lista dos candidatos classificados e desclassificados para a função de agente de portaria. Os mesmos terão dois dias úteis subsequentes à publicação no DO para realizar a interposição dos recursos. A ação pode ser feita via internet, através do endereço eletrônico: curso.inscricao@educacao.ba.gov.br, ou por meio do Setor de Protocolo da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, localizada na Avenida 5 , nº 550, Superintendência de Recursos Humanos da Educação – SUDEPE/DIPES, 1º andar, sala 123, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. O documento do recurso deve constar o endereço para correspondência, telefone, e-mail e assinatura do candidato.

Após a homologação do resultado final, os candidatos aprovados para agente de portaria serão convocados conforme distribuição de vagas, por meio de edital a ser publicado no DOE. Os critérios seguem segundo a opção de função temporária por Núcleo Territorial da Educação (NTE), unidade escolar e município observando rigorosamente a ordem de classificação final do Processo Seletivo Simplificado (lista de ampla concorrência, lista de candidatos negros e lista de candidatos com deficiência).

 

Fonte: Portal da Educação

Professores e profissionais da Educação podem se inscrever gratuitamente no Virtual Educa Internacional Bahia 2018

download (27)

Os professores e profissionais de Educação das redes estadual, municipal e federal do Estado da Bahia podem se inscrever gratuitamente para participar do XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores encontros internacionais de tecnologia aplicada à Educação da América Latina, que será realizado, pela primeira vez na Bahia, entre os dias 4 a 8 de junho. As inscrições devem ser feitas até o dia 20 de maio, através do link <virtualeduca.org/bahia2018/inscripcion/> ou pelo Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

Também seguem abertas, até o dia 30 de abril, as inscrições para que educadores de todo o Brasil possam apresentar trabalhos durante o Virtual Educa Bahia 2018. A seleção dos trabalhos será feita por uma comissão científica internacional e divulgada no dia 7 de maio. A inscrição é gratuita e deve ser realizada on-line, no endereço <virtualeduca.org/encuentros/bahia2018/PT/ponencias> ou pelo Portal da Educação.  Após a comunicação dos trabalhos selecionados para a apresentação no evento, os autores terão um prazo para confirmar a participação, bem como para solicitar revisões de possíveis erros. O resultado final dos selecionados será publicado no dia 11 de maio e a programação geral do encontro, no dia 25 de maio.

O Virtual Educa reunirá grandes personalidades da área de Educação do Brasil, da América Latina, Caribe e da África e terá como tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”. As atividades acontecerão no novo Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, a ser inaugurado no antigo ICEIA, no bairro do Barbalho, em Salvador. Paralelamente, o Virtual Educa envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul” voltado para representantes governamentais e de instituições internacionais, a ser realizado no Porto de Salvador.

Sustentabilidade – O Virtual Educa opera por meio de uma aliança de organizações internacionais, agências multilaterais e instituições públicas e privadas, reunindo os setores público, empresarial, acadêmico e da sociedade civil. A 19ª edição do Encontro marcará o lançamento do programa Think Blue, do Banco Mundial, que visa estabelecer um marco mundial sobre a economia do mar, com foco na sustentabilidade e na economia sustentável. No ano passado, o evento reuniu mais de 29 mil pessoas em Bogotá, na Colômbia.

Fonte: Portal da Educação

 

 

Estado inscreve para seleção REDA de professor da Educação Profissional para a capital e o interior

A Secretaria da Educação do Estado está com inscrições abertas, até o dia 23 de abril, para o processo seletivo de professores para a Educação Profissional e Tecnológica, pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). São ofertadas 130 vagas, sendo 100 para professores que irão atuar no Eixo Tecnológico de Produção Cultural e Design e 30 para o Eixo Recursos Naturais. As inscrições são feitas, exclusivamente, pelo site: selecao.ba.gov.br.

A oferta para o Eixo Recursos Naturais é para professores que irão atuar no curso técnico de nível médio em Agroecologia, nos Centros Estaduais (CEEP) e Territoriais (CETEP) de Educação Profissional e anexos, localizados nos municípios de Itaitê, Wagner, Conceição do Coité, Itaberaba, Barra do Choça e Conceição do Almeida. Estes cursos são ofertados em regime de alternância, por meio do qual os alunos ficam parte do período interno na unidade escolar e parte nas suas comunidades.

Já os professores do Eixo Tecnológico de Produção Cultural e Designer irão atuar nos cursos de Canto, Cenografia, Composição e Arranjo, Comunicação Visual, Conservação e Restauro, Dança, Figurino Cênico, Instrumento Musical, Multimídia, Processos Fotográficos, Produção de Áudio e Vídeo, Publicidade, Regência e Teatro, ofertados tanto nos Centos de Educação Profissional quanto no projeto Escolas Culturais, em vários Territórios de Identidade da Bahia.

Os interessados devem possuir diploma devidamente registrado de conclusão de curso de nível superior em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação, de acordo com a função e/ou área de atuação. O processo seletivo simplificado será constituído de uma única etapa – avaliação curricular -, de caráter eliminatório e classificatório. O resultado provisório dos candidatos habilitados será divulgado no dia 25 abril, no Portal da Educação, com prazo para recursos abertos nos dias 26 e 27 de abril. A relação definitiva dos candidatos habilitados será divulgada no dia 4 de maio, para que encaminhem a documentação de comprovação da avaliação curricular.

Acesse o edital no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

 Fonte: Portal da Educação