Secretaria realiza confirmação de matrícula para estudantes da Educação Inclusiva

A confirmação de matrícula para os estudantes da Educação Inclusiva, na rede estadual de ensino, começou nesta quinta-feira (25) e prossegue até a próxima segunda (29). O processo é direcionado a estudantes com necessidade educacional especial (com deficiência, transtorno global do desenvolvimento, e/ou altas habilidades/superdotação), que foram pré-matriculados no mês de novembro.

A matrícula antecipada teve o propósito de preparar a rede estadual de ensino para receber os alunos, possibilitando a inclusão deles em um serviço de qualidade. A pré-matrícula é um processo consolidado pela Secretaria da Educação do Estado, com a implantação, em julho deste ano, das Diretrizes da Educação Inclusiva.

Para a confirmação de matrícula dos estudantes da Educação Inclusiva, os pais ou responsáveis devem apresentar os seguintes documentos na unidade escolar que foi indicada no cadastro: Original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros); e o código do SETPS (que consta no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

Fonte: Portal da Educação

Programa Primeiro Emprego coloca 4.370 jovens no mercado de trabalho em um ano

1516652832220118pf044

Em um ano, 4.370 jovens foram inseridos no mercado de trabalho, entre 178 municípios alcançados. Esses são alguns dos números do Programa Primeiro Emprego, do Governo do Estado. A ação completou um ano da primeira leva de convocações e obteve bons resultados, empregando milhares de estudantes e egressos da rede estadual de Educação Profissional.

O intuito principal da ação é promover a oportunidade profissional e melhores resultados em sala de aula, uma vez que o desempenho educacional é um critério levado em consideração no ato da contratação. O superintendente de Desenvolvimento do Trabalho da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Alexandre Reis, alerta: “é importante os jovens terem cuidado na hora de efetuar o cadastro, que precisa ser mantido atualizado, pois o número de contratações poderia ter sido bem maior, uma vez que foram realizados mais de cinco mil encaminhamentos”.

Dividida em dois ciclos, a iniciativa visava, em um primeiro momento, a contratação de 4.500 egressos e estudantes da Educação Profissional, no período 2016/2017, e outros 4.500, em 2017/2018, totalizando nove mil vagas. Já no início do ano, a meta ficou perto de ser superada e, agora, espera-se que o Primeiro Emprego ajude a transformar a vida de 11.478 jovens, o que representa o cumprimento de 127,5% do objetivo.

A técnica em Administração Adrielle Lima trabalha, há pouco mais de três meses, na Secretaria de Comunicação Social, na área de Contratos, e conta que os planos para o futuro mudaram a partir do momento que passou a ser beneficiada pelo Programa Primeiro Emprego: “Antes, eu queria fazer minha graduação em Enfermagem, mas quando comecei a praticar as atividades de administração do dia a dia, eu comecei a criar amor verdadeiro pela área e agora quero ingressar na faculdade e fazer meu bacharelado em Administração e tenho a pretensão de ser uma grande administradora no futuro”, conta.

Transversalidade – O sucesso do Primeiro Emprego é uma soma de esforços de diversos órgãos estaduais. As vagas são intermediadas pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e os convocados têm a carteira de trabalho assinada, com todos os direitos trabalhistas garantidos, por meio de contratação efetuada via Serviço de Intermediação para o Trabalho (SineBahia). “Nós localizamos o aluno ou ex-aluno, verificamos se o perfil é condizente com a vaga disponível e fazemos o encaminhamento para a contratação direto para as empresas ou via fundações que mantêm convênio com o Governo do Estado”, detalha o superintendente da Setre, Alexandre Reis.

O contrato é gerenciado e fiscalizado pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb), que também é responsável pelos pagamentos. Os acordos ficam têm vigência de 24 meses, no âmbito estadual, e as empresas privadas decidem pela manutenção ou não das contratações. Nos órgãos estaduais – 54 contam com trabalhadores oriundos do Primeiro Emprego -, o contemplado recebe salário mínimo, plano de saúde (Planserv) e vale transporte.

Todo o banco de talentos do Programa é gerido pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), órgão que originou a ação. A Casa Civil também está envolvida, pois é na unidade que está instalado um comitê, responsável pela recepção das solicitações de contratações dos órgãos. A Casa Civil integra a engrenagem, ainda, pela elaboração de a legislação do programa.

Outros reflexos – As metas dos contratos envolvem a capacitação continuada e o retorno dos contratantes para os estudantes, no que diz respeito a críticas, sugestões e elogios. Essa prática pode ser aplicada na revisão do conteúdo passado pelas escolas em que os beneficiados se formaram, fornecendo insumos práticos para a melhoria da educação e aprimorando o desempenho no ambiente de trabalho. O superintendente de da Educação Profissional e Tecnológica da SEC, Durval Libânio, destaca como ponto positivo, também, “a possibilidade de verificar e corrigir como estão sendo formados esses egressos, a partir do feed back dos órgãos contratantes”. Além disso, Libânio lembra que “o Primeiro Emprego refletiu, diretamente, na quantidade de matrículas na Educação Profissional, que antes atingia 80% das vagas e, agora, alcança 90%, e, em muitos centros profissionais, até 100%”.

Pouco tempo depois de concluir o curso técnico de Manutenção e Suporte de Informática, Yasmin Trindade foi lotada na Coordenação de Suporte, Infraestrutura e Manutenção de Informática (CMA) da Setre, tendo a oportunidade de colocar em prática tudo aquilo que foi aprendido, “aprimorando, inclusive, o conhecimento com a convivência com as pessoas da área, que ensinaram como trabalhar com o computador”, afirma.

Filipe Barreto, coordenador substituto da CMA, trabalha com Yasmin diretamente, e conta que está muito satisfeito com a contratação, apesar de confessar um receio inicial, por conta do grande volume de atividades do setor. “Temos uma demanda de trabalho que exige certo nível de profissionalismo e nos surpreendemos com a Yasmin, principalmente com a pro atividade e a vontade de aprender. Ela está dando conta do recado e estamos contentes” admite.

Perfil dos Candidatos – Para participar do Primeiro Emprego, o jovem deve ser estudante da Educação Profissional Estadual e já ter concluído 40% do curso. Os que finalizaram o curso há, no máximo um ano, bem como adolescentes qualificados por programas governamentais executados pelo Estado da Bahia também têm chance de contratação. Os estudantes devem manter os dados atualizados no SGE (Sistema de Gestão Escolar), principalmente telefone, e-mail e endereço, para que sejam encontrados. O cadastro dos dados pode ser atualizado através do endereço www.primeiroemprego.setre.ba.gov.br.

O Primeiro Emprego faz parte de uma tríade de programas junto com o Partiu Estágio e o Mais Futuro. Unidas, as ações contam com investimentos da ordem de R$86 milhões e têm incrementado, de forma considerável, a participação de jovens no mercado de trabalho, e ampliado o potencial dos futuros prfissionais baianos.

Fonte: Portal do Servidor

Governador anuncia mais de 19 mil vagas para cursos da Educação Profissional e Tecnológica

download (18)

Durante edição do programa Papo Correria nesta terça-feira (23), o governador Rui Costa anunciou que serão abertas nesta quarta (24) as inscrições para o sorteio eletrônico de 19.373 vagas, para 57 cursos técnicos de nível médio, da Educação Profissional e Tecnológica. Ofertadas na forma de articulação Subsequente ao Ensino Médio (PROSUB), os cursos tiveram uma redução na duração dos cursos de 1 ano e meio para 1 ano e vão abranger 121 municípios de todos os 27 Territórios de Identidade da Bahia.

“Em um ano, aumentamos de 80 mil para 120 mil o número de vagas na educação profissionalizante. Nossa meta agora é ampliar a educação integral para que os alunos possam, em um turno, aprender disciplinas como matemática, português e química, e no outro turno participar de atividades de esportes, artes e ter uma formação profissionalizante. Com essa formação, eles já podem sair do ensino médio preparados para enfrentar o mercado de trabalho”, comentou Rui.

As inscrições para o sorteio eletrônico serão realizadas até 31 de janeiro, no Portal da Educação no endereço www.educacao.ba.gov.br. Só poderá participar o estudante que tenha concluído o ensino médio e suas modalidades, de forma gratuita, seja em estabelecimentos de ensino da Rede Pública de Educação (no âmbito federal, estadual, municipal), tenha comprovadamente, cursado o Ensino Médio em instituição filantrópica ou em instituição privada na condição de bolsista integral.

O Sorteio Eletrônico será realizado no dia 02 de fevereiro, às 15h, no Auditório da Secretaria da Educação, situada na 5ª Avenida, nº 550, Centro Administrativo da Bahia, município de Salvador, com a participação de representantes do Ministério Público, Tribunal de Contas, Auditoria Geral do Estado, Conselho Estadual de Educação, candidatos, pais, professores e comunidade local.

As vagas disponibilizadas serão distribuídas de forma igualitária para as duas opções de acesso. Sendo assim, 50% das vagas serão sorteadas para estudantes concluintes do ensino médio e suas modalidades, declarantes do aproveitamento escolar das médias finais obtidas nas disciplinas Língua Portuguesa e Matemática no último ano/módulo de estudo no Ensino Médio ou equivalente. E 50 % das vagas serão sorteadas para os candidatos que se inscreveram para concorrer ao sorteio eletrônico aleatório.

Fonte: Portal da Educação

Estudantes da rede estadual são destaque na redação do ENEM

Estudantes da rede estadual tiveram um excelente desempenho na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Com o tema “Os Desafios para a formação educacional dos surdos no Brasil”, os alunos de todo o estado conseguiram desenvolver a dissertação utilizando o aprendizado desenvolvido na preparação para a avaliação durante o ano letivo em sala de aula, simulados e projetos.

Muito empolgado com o resultado estava o estudante Ramon Lucas Barreto, 18 anos, do Complexo Integrado de Ipiaú, no município de Ipiaú, na região do Médio Rio de Contas (359 km de Salvador). Com uma pontuação de 960 pontos, o aluno sonha longe a partir de agora. “Meu objetivo é entrar para algum curso de saúde ou engenharia. Apesar de gostar de ler e ter praticado bastante a minha escrita para a avaliação, sou apaixonado pela matemática e disciplinas exatas” explica.

Na preparação, o foco foi fundamental para o resultado da pontuação. “Já tinha feito um bom desempenho na redação em outras provas, mas sabia que para melhorar teria que praticar muito. No total estudava de cinco a seis horas o que achei suficiente para poder ter uma qualidade de vida sem estresse. O que ajudou muito também foi o estudo em grupo onde me reunia com mais três colegas na quinta-feira e sábado para resolver questões de antigas do ENEM”, enfatiza.

Ele ainda ressalta todo o suporte recebido na escola. “Também fico feliz pelo resultado, porque podemos mostrar que os alunos da rede pública podem ter um ótimo desempenho. Tive excelentes professores que nos ajudaram bastante nesta caminhada. Posso dizer que não tenho nada a reclamar da escola pública”, disse.

Já o estudante Jailson Santos, do Colégio Estadual Ruy José de Almeida, no município de Laje, região do Vale do Jetiquiriça (221km de Salvador), conquistou a marca de 940 pontos na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Morador da zona rural, no povoado de Sobradinho, ele explica como foi o preparo para a avaliação. “Desde o 1º ano do Ensino Médio a escola estimulou que os alunos realizassem o ENEM para praticar. Então, essa já foi minha terceira experiência, o que me deu mais confiança. Também tive a professora Isaura França que foi fundamental na minha aprendizagem. Ela sempre nos acompanhou com muito afinco. Era exigente, mas muito generosa. Chegava há mandar áudios de 10 minutos no WhatsApp passando dicas para que melhorasse meu texto. Foi a primeira pessoa que liguei quando soube do resultado”, destaca.

Com o objetivo de cursar o nível superior em Enfermagem ou Química, Jailton viu na escrita uma forma de vencer a timidez. “Minha grande paixão são os Cordéis. Em todos os projetos escolares eu procurava uma forma de poder apresentar alguma obra produzida por mim. Era a forma que encontrei para me expressar e extravasar meus sentimentos. Foi muito importante a postura pedagógica da escola que proporciona isso aos alunos que frequentam a unidade. Os professores também são muito dedicados”, ressalta.

Filho de agricultores, o jovem também conta sobre os desafios para conquistar os seus sonhos. “Meus pais são analfabetos e dos meus três irmãos apenas um terminou o Ensino Médio. Foi muita alegria em casa pelo resultado que consegui e fico muito feliz de ser um orgulho para a família. Apesar dos desafios que passei, por morar na zona rural, consegui dar mais um passo na conquista dos meus objetivos”, conta.

Também se destacaram na redação do ENEM a estudante Maria Eduarda, do Colégio Amélia Amado, em Jussari, com 920 pontos; Ana Paula Lima, do Colégio Estadual Wilson Lins, em Valente, com 980 pontos, e o estudante Adenilson Douglas de Almeida, em Valente, com 920 pontos, dentre outros.

Fonte: Portal da Educação

Secretaria divulga classificação dos professores e coordenadores que pleitearam transferência de escola

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia publicou no Diário Oficial (DO), deste sábado (20), a classificação inicial dos professores e coordenadores pedagógicos dos Ensinos Fundamental e Médio que pleitearam transferência de escola. A cargo da coordenação da Superintendência de Recursos Humanos da Secretaria, o processo seletivo teve início no dia 8/1, quando foram abertas as inscrições para os profissionais interessados em solicitar a remoção, conforme edital nº 01/2018, sob a portaria nº 241/2017. O objetivo da ação é normatizar o sistema de remoções e reajustar o quadro do magistério da rede estadual de ensino, respeitando os direitos dos professores e sem comprometer a continuidade do serviço. A homologação do resultado final será no dia 28/1.

Será habilitado o servidor que cumprir integralmente os requisitos estabelecidos no edital, a exemplo de ter regime de trabalho e habilitação compatíveis com a vaga pretendida; não ter sido removido nos últimos dois anos; não estar de licença por motivo particular; e não estar cedido para outros órgãos administrativos do Estado. Para efeito de pontuação e consequente classificação serão considerados os critérios estabelecidos: maior tempo de efetivo exercício no magistério estadual na localidade onde requer a remoção; doutorado, mestrado ou especialização na área de atuação ou em Educação; mais antigo no magistério público; e de idade maior.

Na inscrição (que se deu entre os dias 8 e 12/1), os educadores preencheram o formulário de requerimento de remoção, contidos no edital, e o protocolou nos SAC Educação de Salvador ou de Feira de Santana, bem como nas sedes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), justificando a necessidade para a mudança de unidade. O processo de remoção independe de autorização ou ciência do superior hierárquico da unidade. Caso a remoção pretendida seja entre unidades do mesmo município, o professor indicou três escolas em ordem decrescente de prioridade. Já para a transferência entre municípios, o educador indicou três localidades, também em ordem decrescente de prioridade.

Leia aqui a íntegra da publicação da classificação

 

Cronograma do processo seletivo:

  • 5/1 – Publicação do edital
  • 8/1 a 12/1 – Período de inscrição
  • 20/1 – Publicação da classificação inicial
  • 22/1 e 23/1 – Interposição de recursos
  • 28/1 – Homologação do resultado fina

 

Terceiro dia de matrícula segue com estudantes oriundos das redes municipais

download (17)

O terceiro dia de matrículas da rede estadual continua, nesta quinta-feira (18), para os estudantes concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental, regularmente matriculados nas redes públicas municipais, no ano letivo de 2017, cujas escolas não oferecem a série subsequente. Os interessados podem realizar o processo de matrícula em qualquer escola da rede estadual até às 20h, não sendo, necessariamente, a unidade onde pretende estudar. Para o aluno que estudou em escolas municipais de Salvador ou dos 29 municípios do interior credenciados (ver lista abaixo), a matrícula também pode ser realizada pela internet no endereço www.educacao.ba.gov.br/matricula.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destaca que o processo de matrícula tem mobilizado todas as escolas e centros da Educação Profissional e Tecnológica da rede, mas chama a atenção que a etapa desta quinta-feira, dentro do cronograma estabelecido pela Secretaria, pode ser realizada através da Internet. “A Rede Estadual possui capacidade física estruturada para atender a todos os alunos que pretendem estudar em nossas escolas. Nesta etapa, os estudantes oriundos das redes de 30 municípios podem ser matriculados também pela internet. É importante frisar que, na matrícula do Ensino Médio, estamos inserindo uma série de novidades. Por exemplo, no Ensino Médio Profissional, estamos reduzindo o tempo do curso de quatro para três anos para que o estudante possa ter acesso mais ágil ao mundo do trabalho. Também teremos Educação Profissional nas escolas de ensino regular. Ofertas de cursos de curta duração e de duração plena. Um desafio para chegarmos até dezembro de 2018 em todas as escolas de Ensino Médio da Bahia com, pelo menos, um curso profissionalizante”, acrescenta Pinheiro.

Os municípios do interior credenciados para realização da matrícula pela internet são: Barra, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Camaçari, Catu, Dias D´Ávila, Encruzilhada, Esplanada, Eunápolis, Feira de Santana, Gongogí, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itamaraju, Lamarão, Luiz Eduardo Magalhães, Macaúbas, Madre de Deus, Porto Seguro, Rio Real, Simões Filho, Jequié, Lauro de Freitas, Porto Seguro, Santa Maria da Vitória, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista.

Matrícula 2018 – No segundo dia de matrícula, que também atendeu estudantes oriundos das escolas das redes municipais foram registradas mais de 57.500 matrículas em todo o Estado. Somado ao primeiro dia mais o número de renovações, realizadas no mês de novembro, a rede estadual de ensino possui, até o momento, mais de 664.500 estudantes matriculados para o ano letivo de 2018.

- Cronograma da Matrícula 2018:

. 19/1 – Matrícula dos estudantes novos do Ensino Fundamental e suas modalidades (cursos de qualificação tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena);

. 22 e 23/1 – Matrícula dos estudantes do Ensino Médio e suas modalidades (Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena);

. 25, 26 e 29/1 – Confirmação de matrícula do público alvo da Educação Inclusiva que realizou a pré-matrícula em novembro de 2017.

Documentos: Original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros); e o código do SETPS (que consta no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

Matrícula pela internet no endereço www.educacao.ba.gov.br/matricula:

– Para estudantes da rede estadual;

– Para estudantes das redes municipais de Salvador e mais 29 cidades do interior credenciada.

Fonte: Portal da Educação

 

Segundo dia de matrícula atende estudantes oriundos das redes municipais

A matrícula da rede estadual segue nesta quarta-feira (17) para estudantes concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental, regularmente matriculados nas redes públicas municipais, no ano letivo de 2017, cujas escolas não oferecem a série subseqüente. Os interessados podem realizar o processo de matrícula em qualquer escola da rede estadual até às 20h, não sendo necessariamente a escola onde pretende estudar. Para o aluno que estudou em escolas municipais de Salvador ou dos 29 municípios do interior credenciados (ver lista abaixo), a matrícula também pode ser realizada pela internet no endereço www.educacao.ba.gov.br/matricula. O processo de matrícula para os estudantes oriundos das redes municipais continua nesta quinta-feira (18).

Matrícula 2018 – No primeiro dia de matrícula, que atendeu estudantes para transferência de unidades escolares foram registradas mais de 24.500 matrículas em todo o estado. Somado ao número de renovações, realizadas no mês de novembro, a rede estadual de ensino possui, até o momento, mais de 606.700 estudantes matriculados para o ano letivo de 2018.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, ressalta as novidades para o ano letivo de 2018 para o ensino regular e suas modalidades. “Estamos também trabalhando a matrícula da Educação Inclusiva, assim como outras modalidades. E, este ano, estamos introduzindo uma série de reformulações muito importantes para a educação. A entrada da Educação Profissional em várias de nossas escolas; oferta de cursos de curta duração; alteração na duração dos cursos técnicos de nível médio de quatro para três anos, aumentando a qualidade do ensino e oportunizando o acesso mais rápido ao mundo do trabalho”.

Pinheiro ainda enfatiza a ampliação do trabalho desenvolvido em 2017. “Vamos continuar a desenvolver novas práticas nas unidades, como artes, música e ciência, além da ampliação dos Centros Juvenis de Ciência e Cultura, (CJCC) em todo o Estado, e a implantação de mais Escolas Culturais, do projeto e-Nova Educação em parceria com o Google, promovendo aquilo que acreditamos ser uma educação integral, em que o estudante continua na escola com prazer e não por imposição”, ressalta. Outras parcerias estratégicas com as universidades públicas, institutos federais e o Sebrae, este com foco no empreendedorismo, também foram elencadas pelo secretário para o fortalecimento do programa Educar Para Transformar.

Os municípios do interior credenciados para realização da matrícula pela internet são: Barra, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Camaçari, Catu, Dias D´Ávila, Encruzilhada, Esplanada, Eunápolis, Feira de Santana, Gongogí, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itamaraju, Lamarão, Luiz Eduardo Magalhães, Macaúbas, Madre de Deus, Porto Seguro, Rio Real, Simões Filho, Jequié, Lauro de Freitas, Porto Seguro, Santa Maria da Vitória, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista. 

- Cronograma da Matrícula 2018:

. 17 e 18 – Matrícula de concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental para os estudantes regularmente matriculados nas redes públicas municipais, no ano letivo de 2017, cujas escolas não oferecem a série subsequente;

. 19 – Matrícula dos estudantes novos do Ensino Fundamental e suas modalidades (cursos de qualificação tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena);

. 22 e 23 – Matrícula dos estudantes do Ensino Médio e suas modalidades (Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena);

. 25, 26 e 29 – Confirmação de matrícula do público alvo da Educação Inclusiva que realizou a pré-matrícula em novembro de 2017.

Documentos: Original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros); e o código do SETPS (que consta no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

Matrícula pela internet no endereço www.educacao.ba.gov.br/matricula:

– Para estudantes da rede estadual;

– Para estudantes das redes municipais de Salvador e mais 29 cidades do interior credenciada.

Fonte: Portal da Educação

Primeiro dia de matrícula mobiliza as escolas da rede estadual

download (16)

Começou nesta terça-feira (16/1) as matrículas do ano letivo de 2018 das escolas da rede estadual. Neste primeiro dia são contemplados os estudantes que solicitam transferência de unidade, de acordo com os seguintes critérios: a escola não oferece a série subsequente; não renovou a sua matrícula; ou mudou de domicílio. Para acompanhar a abertura oficial, o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, esteve presente no Colégio Estadual Raphael Serravalle, na Pituba. O atendimento segue em todas às unidades, até às 20h, ou pela internet, no endereço www.educacao.ba.gov.br/matricula.

Na oportunidade, Pinheiro ressaltou as novidades para o ano letivo de 2018 para o ensino regular e suas modalidades. “Estamos também trabalhando a matrícula da Educação Inclusiva, assim como outras modalidades. E, este ano, estamos introduzindo uma série de reformulações muito importantes para a educação. A entrada da Educação Profissional em várias de nossas escolas; oferta de cursos de curta duração; alteração na duração dos cursos técnicos de nível médio de quatro para três anos, reduzindo o tempo na escola; e aumentando a qualidade do ensino”, destacou.

O secretário ainda enfatizou a ampliação do trabalho desenvolvido em 2017. “Vamos continuar a desenvolver novas práticas nas unidades, como artes, música e ciência, além da ampliação dos Centros Juvenis de Ciência e Cultura, (CJCC) em todo o Estado, e a implantação de mais Escolas Culturais, do projeto e-Nova Educação em parceria com o Google, promovendo aquilo que acreditamos ser uma educação integral, em que o estudante continua na escola com prazer e não por imposição”, ressaltou.

Empolgada para matricular seu filho no Colégio Estadual Raphael Serravalle, a técnica em enfermagem, Ivonete dos Santos, disse ter conferido todos os documentos para garantir a vaga na unidade. “Por indicação de amigas decidi transferir meu filho para a escola para cursar o 2º ano. Por isso, fiquei atenta à data para a matrícula e revisei toda a documentação para não ter problema”, relatou.

Também atento à matricula, João Pedro Costa, 16 anos, decidiu realizar a transferência devido à mudança de endereço. “Procurei essa mudança porque vim morar na Pituba e posso morar próximo da escola. Apesar de gostar muito do Colégio Estadual Lomanto Júnior, em Itapuã, que frequentei em 2017, tenho certeza de que vou me adaptar e gostar muito da escola”, disse.

A matrícula continua, nestas quarta e quinta-feira (17 e 18), para os concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental regularmente matriculados nas redes públicas municipais, no ano letivo de 2017, cujas escolas não oferecem a série subsequente. “Estamos preparados para atender os pais, responsáveis e estudantes da forma mais tranquila possível. Temos uma sala de espera com ar condicionado, cafezinho e água para o melhor conforto de todos. Sempre peço paciência, porque o Serravalle é uma escola bastante procurada. Mas o importante é que todos terão a sua vaga garantida na rede estadual de ensino”, declarou Ramilton de Oliveira, diretor do Serravalle.

Cronograma da Matrícula 2018:

. 17 e 18 – Matrícula de concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental para os estudantes regularmente matriculados nas redes públicas municipais, no ano letivo de 2017, cujas escolas não oferecem a série subsequente;

. 19 – Matrícula dos estudantes novos do Ensino Fundamental e suas modalidades (cursos de qualificação tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena);

. 22 e 23 – Matrícula dos estudantes do Ensino Médio e suas modalidades (Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena);

. 25, 26 e 29 – Confirmação de matrícula do público alvo da Educação Inclusiva que realizou a pré-matrícula em novembro de 2017.

Documentos: Original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros); e o código do SETPS (que consta no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

Matrícula pela internet no endereço www.educacao.ba.gov.br/matricula:

 

– Para estudantes da rede estadual;

– Para estudantes das redes municipais de Salvador e mais 29 cidades do interior credenciada.

 
Mais Fotos: https://www.flickr.com/photos/todospelaescola/albums/72157691539619674

Secretaria da Educação otimiza formação com nova oferta para os cursos técnicos de nível médio

educacao-profissional8

Com o objetivo de otimizar a formação técnica dos estudantes dos cursos da Educação Profissional e Tecnológica, a Secretaria da Educação do Estado realiza no ano de 2018 a implantação de uma nova matriz curricular para 45 cursos na oferta de Ensino Médio Integrado com a Educação Profissional (EPI), divididos nos 11 eixos tecnológicos. Com essa opção, os novos alunos, que realizam matrícula nos dias 22 e 23 de janeiro, terão um curso com duração de três anos, totalizando uma carga horária de 3600h. Os cursos serão diurnos, com 30h semanal dividido concomitante entre a formação do Ensino Médio e o curso técnico de nível médio.

Para essa nova oferta serão 51.794 vagas, contemplando 142 municípios, sendo que em 40 cidades a oferta será realizada pela primeira vez neste ano letivo. Segundo o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, o objetivo da reformulação visa promover uma melhora na qualidade no ensino aprendizagem. “Estamos realizando essa adaptação para que os estudantes tenham uma formação alinhada com o mundo do trabalho. Tínhamos cursos com carga horária maior do que de nível superior, então a ideia é enxugar o currículo para que ele seja direcionado para uma otimização na formação do aluno”, destacou.

Outra novidade será a oferta de 2080 vagas de 18 cursos técnicos de nível médio em 24 municípios, com duração de um ano, na oferta Prosub, dentro do eixo tecnológico de Produção Cultural e Design. Somente poderão concorrer às vagas os estudantes que tenham concluído o Ensino Médio e suas modalidades, em estabelecimentos de ensino da Rede Pública de Educação (no âmbito federal, estadual, municipal), ou tenham, comprovadamente, cursado o Ensino Médio em instituição filantrópica ou em instituição privada na condição de bolsista integral.

Os cursos abrangem criação, desenvolvimento, produção, edição, difusão, conservação e gerenciamento de bens culturais e materiais, ideias e entretenimento aplicadas em multimeios, objetos artísticos, rádio, televisão, cinema, teatro, ateliês, editoras, vídeo, fotografia, publicidade e projetos de produtos industriais.

As inscrições para o sorteio eletrônico das vagas serão realizadas no período de 24 a 31 de janeiro de 2018, no Portal da Educação. O resultado será divulgado no dia 2 de fevereiro e as matrículas dos selecionados entre os dias 5 e 7 de fevereiro.

Fonte: Portal da Educação

 

Educadores participam de curso para implantação dos Escritórios Criativos nos Centros de Educação Profissional

Com a finalidade de implantar 30 Escritórios Criativos nos Centros de Educação Profissional e Tecnológica, os vice-diretores articuladores do mundo do trabalho dos Centros de Formação Profissional e Tecnológica estão participando do curso “A Educação Profissional e Tecnológica (EPTEC) e os arranjos produtivos territoriais”. A iniciativa busca capacitar os educadores para atuarem no projeto, cuja proposta é integrar os cursos da Educação Profissional e Tecnológica nos 27 Territórios de Identidade da Bahia. A ação é realizada pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com o Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano (IADH).

O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica da Secretaria da Educação, Durval Libânio, fala do processo de implantação dos Escritórios Criativos. “Essa capacitação faz parte de diversas atividades que estão sendo promovidas para a implantação dos Escritórios Criativos. Também teremos a rede de competências, que será um sistema para informar sobre os profissionais especializados nas universidades que poderão auxiliar no desenvolvimento de soluções para demandas surgidas pelos estudantes ou pequenos agricultores da região. Até o final de janeiro iniciaremos as reuniões para determinar o planejamento para cada localidade, visando o fomento e o apoio aos arranjos produtivos territoriais, conforme a economia, a sociedade, a cultura e o meio ambiente da região”, destaca.

Durval explica, ainda, como os Escritórios Criativos vão funcionar: “A ideia é a equipe ser formada pelo orientador junto a profissionais originados dos programas Primeiro Emprego, Mais Futuro e #partiuestágio. Eles vão auxiliar os interessados a resolverem problemas, como por exemplo a criação de uma marca para o produto de um pequeno agricultor. Caso precisem, eles entram em contato com especialistas nas universidades, que serão remunerados para ajudar no trabalho. O objetivo é dentro de cada escritório criar uma Empresa Júnior para integrar a Rede Baiana de Empresas Júnior, nos possibilitando parcerias, como a do Serviços em Inovação e Tecnologia – Sebraetec”, conta.

Capacitação - O curso, realizado através da Educação à Distância (EaD), possui carga horária de 80 horas e tem previsão de término em abril. A atividade acontece em dois blocos, sendo o primeiro com quatro módulos, correspondente ao curso básico, e o segundo, com dois módulos complementares e os ciclos de assessoria presencial, correspondente ao curso intermediário. Os temas são contínuos e complementares, de forma que os participantes aprendam à medida que produzem resultados concretos com base nas reflexões e experiências sobre a realidade prática vivenciada nos Centros de Formação Profissional e Tecnológica.

Foto: Emerson Santos