Educadores do Nordeste participam em Salvador de formação sobre os Planos Municipais de Educação

Técnicos da Secretaria da Educação do Estado, bem como avaliadores educacionais, supervisores e coordenadores das redes que monitoram os Planos Municipais de Educação dos Estados da Bahia, Sergipe, Alagoas e Piauí, participaram, nesta segunda-feira (9), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), do Encontro da Região Nordeste da Rede de Monitoramento do Plano Municipal de Educação (PME). Por meio deste encontro formativo, os técnicos poderão auxiliar os municípios no monitoramento e avaliação dos seus Planos Municipais de Educação. O evento foi promovido pelo Ministério da Educação (MEC), através da Secretaria de Articulação dos Sistemas de Ensino (SASE), em parceria com a Secretaria da Educação do Estado da Bahia.

A coordenadora de Projetos Especiais (Cope), da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Elenir Francisca, destacou o objetivo do encontro. “A finalidade é traçar o planejamento das demandas de ação da rede de assistência aos municípios para este ano, o monitoramento dos Planos Municipais de Educação, além da busca ativa para verificar nos municípios as crianças que estão fora da escola”, informou.

A diretora de Cooperação e Planos da SASE, do MEC, Vânia Clemente de castro, salientou que “além de rever o processo e monitoramento de avaliação dos planos, a questão principal nesta formação é definir a nossa proposta de trabalho com o foco na Meta 1 do Plano Nacional de Educação, da Lei 13.005/2014, que venceu em 2016 e precisa, de fato, ser cumprida”, afirmou.

A meta 1 do Plano Nacional de Educação (PNE) objetiva universalizar, até 2016, a Educação Infantil na pré-escola para crianças de quatro a cinco anos de idade e ampliar a oferta de Educação Infantil em creches de forma a atender, no mínimo, 50% das crianças de até três anos até o final da vigência do PNE.

Para a avaliadora educacional do Estado de Sergipe, Rose Jane Hipólito, o encontro foi esclarecedor. “Recebemos orientações para ajudarmos os municípios no monitoramento e avaliação dos Planos Municipais de Educação e, também, buscamos subsídios de como orientar esses municípios tendo em vista as dificuldades existentes. Além disso, trocamos experiências com avaliadores de outros Estados que também apresentam as mesmas dificuldades e apresentam as soluções”, destacou.

Fonte: Portal da Educação

Estudantes da rede estadual elegem seus líderes de classe

download (25)

Os estudantes da rede estadual de ensino da capital e interior do Estado estão escolhendo os seus representantes durante a eleição de líder e vice-líder de classe, iniciada nesta segunda-feira (9) e que segue até esta terça (10). A iniciativa, que deverá eleger mais de 45 mil estudantes, contribui para uma gestão democrática e participativa, além de promover o empoderamento juvenil.

No Colégio Estadual Pinto de Aguiar, localizado no bairro de Mussurunga, em Salvador, a eleição mobilizou toda a comunidade escolar, nesta segunda-feira. Todos estavam animados para votar e exercer o ato de cidadania. Este é o caso da estudante Eliana Bonfim dos Santos, 10, 6° ano. “É a primeira vez que eu participo de uma eleição de líder de classe e isso é muito legal, porque estamos elegendo um colega que irá nos representar”, afirmou.

Para o candidato a líder de classe Caique Nunes, 12, 6° ano, a função de líder de classe é uma grande responsabilidade. “Se eu for eleito, pretendo ajudar os meus colegas e a direção da escola no que for preciso”, garantiu. Já o candidato a líder Andrey Zuanee da Silva, 13, 6º, comentou: “Estou mais preparado e responsável para ajudar a solucionar os problemas da sala e da escola e, para isso, pretendo fazer reuniões para ouvir a opinião de cada colega”, revelou o estudante.

Para a diretora do colégio, Ana Paula Ramos, a eleição de líder é muito importante. “A eleição de líder de classe é uma maneira do estudante perceber a importância de exercer o papel da cidadania, pois se torna um adulto melhor e participativo na sociedade. Isso faz com que também os alunos atuem desde pequenininhos como agentes educativos na própria escola”, destacou a gestora.

Nos colégios estaduais Rômulo Galvão e Deputado Henrique Brito, localizados em Salvador, a eleição acontece nesta terça-feira (10), envolvendo a participação dos estudantes de todas as séries.

O papel do líder – Os estudantes eleitos serão os interlocutores da turma junto à comunidade escolar. Entre as atividades, eles devem cuidar do interesse coletivo, identificando as necessidades das turmas relativas à melhoria do processo de ensino e aprendizagem e estimular o bom relacionamento dos estudantes, por meio do diálogo.

Fonte: Portal da Educação

Secretaria da Educação do Estado abre processo seletivo para professores da Educação Profissional

10770

A Secretaria da Educação do Estado inicia, no dia 16 de abril, as inscrições para os processos seletivos de professores para a Educação Profissional, por tempo determinado, em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). Segundo publicação, nesta sexta-feira (6), no Diário Oficial do Estado (D.O), são duas oportunidades. Pelo Edital 04/2018 são disponibilizadas 100 vagas, em regime de trabalho de 20h e pelo Edital 05/2018 são disponibilizadas 30 vagas, com regime de trabalho de 40 horas. Para ambos os processos, o prazo para atuação é de 24 meses, com possibilidade de renovação por igual período, uma única vez. As inscrições encerram no dia 23 de abril e poderão ser feitas pelo site <selecao.ba.gov.br>.

Os interessados devem possuir diploma devidamente registrado de conclusão de curso de nível superior em Instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. O Processo Seletivo Simplificado será constituído de uma única etapa, avaliação curricular, de caráter eliminatório e classificatório. As vagas são disponibilizadas nos Centros de Formação de Educação Profissional em todo o Estado.

Os professores vão atuar, entre outras atribuições, em programas estaduais e federais de Educação Profissional, bem como em cursos em regime de alternância, participar da elaboração da proposta pedagógica e do plano de desenvolvimento do estabelecimento de ensino, além de elaborar e cumprir plano de trabalho e de aula, segundo a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino.

O resultado provisório dos candidatos habilitados será divulgado, no dia 25 abril, no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), com prazo para recursos abertos nos dias 26 e 27 de abril. A relação definitiva dos candidatos habilitados será divulgada no dia 04 de maio, para que encaminhem a documentação de comprovação da avaliação curricular.

Acesse os editais no Portal da Educação.

 Fonte: Portal da Educação

 

Estudantes fazem campanha para eleição de líderes de classe na rede estadual

download (24)

Mais de 45 mil estudantes deverão ser eleitos líderes e vice-líderes de classe nas escolas da rede estadual nas eleições, que serão promovidas pela Secretaria da Educação do Estado, de segunda a quinta-feira (9 a 12). A iniciativa tem como objetivo envolver os alunos nas atividades realizadas nos colégios, contribuindo para uma gestão democrática e participativa, além de promover o empoderamento juvenil.

Nas escolas, a semana está sendo de campanha pela disputa dos votos. Na capital e no interior, a comunidade escolar está mobilizada para o quarto pleito realizado com esta finalidade na rede estadual. Os estudantes montam as suas chapas e estão em pleno processo de disputa de votos, apresentando aos colegas suas propostas de melhoria da escola e como podem contribuir com a gestão escolar.

No Colégio Estadual Senhor do Bonfim, em Salvador, a mobilização dos estudantes conta com o envolvimento do Grêmio Estudantil e com o acompanhamento da direção da escola. “Ficamos na supervisão, observando a articulação deles e com a parte de documentação, mas o protagonismo é dos estudantes”, destacou o vice-diretor, Fabiano Rocha.

As comissões eleitorais também já foram constituídas, como no caso do Centro Educacional Monteiro Lobato, localizado em Firmino Alves (440 km de Salvador). As comissões são formadas por representantes de alunos, professores, funcionários e das famílias e têm o papel de acompanhar e legitimar o processo eleitoral em cada sala de aula, como explica a professora e vice-diretora do Monteiro Lobato, Sicleide Cintra. “A comissão tem um papel muito importante na eleição de líderes de classe, pois iremos viabilizar a realização de todo o processo eleitoral de forma consciente e democrática”, afirmou.

Os estudantes eleitos serão os interlocutores da turma junto à comunidade escolar. Entre as atividades, eles devem cuidar do interesse coletivo, identificando as necessidades da turma relativo à melhoria do processo de ensino e aprendizagem e estimular o bom relacionamento da turma, através de diálogo.

Cronograma da eleição:

 

04 a 06 de abril – Período de campanha;

09 a 12 de abril – Período de votação;

17 a 28 de abril – Lançamento dos dados dos líderes de classe no sistema escolar.

Fotos: Divulgação/ Edgar Souza

Fonte: Portal da Educação

Secretaria da Educação do Estado habilita entidades estudantis para a emissão da carteira de estudante

10144_01

As entidades estudantis que emitem as carteiras de identificação estudantil devem se habilitar junto à Secretaria da Educação do Estado da Bahia para o procedimento. As carteiras estudantis só terão validade depois que estas entidades estudantis se cadastrarem junto à Secretaria, até o dia 4 de maio, conforme portaria n º35, publicada no Diário Oficinal do Estado, em 4 de janeiro de 2018.

Para tanto, as entidades devem apresentar documentos como a certidão de registro civil, cópia autenticada do estatuto ou ato constitutivo e a cópia de alvará de funcionamento. O passo a passo está disponível no Portal da Educação pelo link <http://estudantes.educacao.ba.gov.br/carteiradeestudante>. A habilitação deverá ser realizada no mesmo site, mas os documentos comprobatórios deverão ser entregues à Comissão de Análise e Avaliação, na Secretaria da Educação do Estado, localizada na 5ª Avenida, 550 – Centro Administrativo da Bahia (CAB).

A Secretaria da Educação do Estado disponibiliza os modelos autorizados de carteiras, que devem seguir algumas especificações. A carteira de identificação estudantil deverá, por exemplo, ser confeccionada, obrigatoriamente, em material PVC ou acrílico. A impressão deve conter: a identificação da entidade estudantil; o ano-exercício; o nome, a data de nascimento e o número da Carteira de Identidade (RG) do estudante; o número da matrícula na unidade escolar; uma foto do estudante; a série, o nível e a modalidade de ensino para Educação Básica, como Educação Profissional, Supletivo, Educação de Jovens e Adultos e outros; ou a especificação do curso de nível superior, como graduação ou pós-graduação; ou a indicação de pré-vestibular e o nome do estabelecimento de ensino.

O coordenador dos Núcleos Territoriais de Educação, José Barreto Bittencourt, fala sobre a importância da habilitação. “A carteira estudantil é assegurada a todos os alunos regularmente matriculados em estabelecimentos de ensino público ou privado e é um documento fundamental para garantir o direito dos estudantes à meia-entrada. Vale destacar, que as carteiras emitidas em 2017 já venceram, em 31 de março. Então, é urgente que as entidades estudantis se atenham para regularizar a situação, pois se emitirem as carteiras sem se habilitarem legalmente, as mesmas não terão validade legal”, afirmou.

A emissão irregular de carteira de identificação estudantil, realizada sem observância do teor do Decreto n.º 10.284/2007 e da Portaria nº 35, ensejará a aplicação das penalidades previstas na legislação vigente.

Fotos: Ilustração/ Gabriel Carvalho

Fonte: Portal da Educação

 

Sugestão de Pauta Governo do Estado lança projeto e-Nova Educação em parceria com o Google

Escolas têm até 14 de abril para a etapa preparatória da III Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

A Secretaria da Educação do Estado prorrogou até 14 de abril o prazo para que as escolas estaduais realizam a etapa escolar, que é preparatória para a III Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente – “As escolas da Bahia cuidando das águas”, que será realizada de 7 a 9 de maio, em Salvador. A atividade tem como objetivo promover a ampla discussão sobre o tema entre os jovens que se encontram para ouvir, falar e divulgar suas ideias e ações, contribuindo para a construção de um futuro sustentável.
 
Para o coordenador de Educação Ambiental e Saúde, Fábio Barbosa, a prorrogação do prazo foi oportuna para as escolas. “É uma forma de oportunizar as escolas, que ainda não realizaram a conferência, a promoverem esse processo que é extremamente importante, principalmente por trazer este ano a temática água. Com esta etapa, os alunos também podem exercitar a democracia, por meio da eleição dos projetos e das escolhas dos delegados, que representarão a escola nas etapas subsequentes”, disse.
 
Aproveitando a prorrogação, a comunidade escolar do Colégio Estadual Pinto de Aguiar, localizado no bairro Mussurunga, em Salvador, realizará a etapa escolar da Conferência no dia 12 de abril. A programação inclui exposição dos trabalhos com gráficos e maquetes e a criação de um mural em grafite com temas voltados para água. “Estamos mobilizando toda a escola para este projeto e no dia do evento vamos ocupar quase todos os ambientes da unidade com cartazes, exibição de filmes e documentários sobre a água, seus benefícios e a preservação, além das apresentações e escolha do trabalho que irá representar a escola na Conferência de 7 a 9 de maio”, explica a diretora Ana Paula Ramos.
 
A estudante Juliana Vitória Costa, 11, 6º ano, conta que está ansiosa para apresentação do projeto de sua equipe. “Vamos falar sobre aproveitamento da água na escola. Pesquisamos formas de aproveitar a água da chuva na horta da escola e vamos apresentar nosso trabalho através de uma maquete e alguns cartazes que estamos montando”, revela. 
 
Já a turma de Bruna Leal, 11, 7º ano, está pesquisando sobre os rios, em especial o Rio do Baixinho, que passa próximo ao colégio. “Para saber mais sobre os rios, quantos e quais existem em nosso país, realizamos várias pesquisas. Vamos comentar, durante nossa apresentação, sobre eles, mas iremos focar na importância e revitalização do rio que está mais próximo da escola, que é o Rio do Baixinho”, comenta a estudante.
 
Fonte: Portal da Educação

Estudantes já podem solicitar isenção da taxa de inscrição para o ENEM


download (23)
O período para solicitar a isenção da taxa de inscrição no Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM) 2018 começa nesta segunda-feira (2) e segue até o dia 11 de abril. Assim como os 30 minutos a mais no segundo dia de provas para as disciplinas Ciências da Natureza e Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, o processo para solicitar isenção de taxa é uma das novidades do exame deste ano.
Todos os interessados, isentos ou não, deverão se inscrever entre 7 e 18 de maio, com pagamento da taxa até 23 de maio. A aprovação do pedido de isenção não significa que a inscrição está realizada automaticamente. Portanto, para quem se enquadra nos critérios de isenção, serão necessárias essas duas etapas.
 
Quem teve direito à gratuidade no Enem 2017, faltou aos dois dias de aplicação no ano passado e pretende requerer novamente a isenção no ENEM 2018 deverá justificar a ausência no mesmo período e no mesmo sistema da isenção. A relação de documentos aceitos para cada motivo de ausência está listada no edital, no site ENEM 2018 e no Portal do INEP.
 
O resultado da solicitação de isenção será divulgado na Página do Participante em 23 de abril. O período de apresentação de recursos será entre 23 e 29 de abril, quando o interessado terá a oportunidade de apresentar novos documentos. Se o recurso for negado, o candidato ao ENEM 2018 ainda terá a opção de se inscrever, em maio, e pagar a taxa de R$ 82.
 
Beneficiados – Quatro perfis serão beneficiados pela gratuidade, sendo um deles inédito. Será isento da taxa de inscrição o participante que:
  • Estiver cursando a última série do Ensino Médio em 2018, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica;
  • Tiver participado do Encceja 2017, na modalidade do Ensino Médio, na aplicação nacional, para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL), ou exterior, e obtido proficiência que permita certificação na área de conhecimento na qual se inscreveu;
  • Tiver cursado todo o Ensino Médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e comprovar renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio (Lei nº 12.799/2013);
  • Declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda, e estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) por apresentar renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos. O participante que solicitar isenção da taxa de inscrição por estar incluído no CadÚnico deverá informar o seu Número de Identificação Social (NIS), único e válido (Decreto nº 6.135/2007).
Clique aqui para acessar a página do ENEM 2018.
 
Fonte: ASCOM – MEC

 

Secretaria realiza planejamento com gestores dos Núcleos Territoriais de Educação

Gestores dos Núcleos Territoriais da Educação (NTE) participam, nesta terça e quarta-feira (27 e 28/03), de um encontro no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador, para o planejamento e estratégias de trabalho com técnicos da Secretaria da Educação do Estado. Na programação, estão sendo discutidos o novo perfil de oferta da rede estadual, a Base Nacional Curricular Comum (BNCC), os Complexos Integrados de Educação (CIE), a Ouvidoria, o Currículo Bahia, Programa Ciência na Escola, Lei de Acesso à Informação, o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), entre outros projetos desenvolvidos pelo órgão central. A abertura, nesta terça-feira, contou com a presença do secretário da Educação, Walter Pinheiro.

Segundo Pinheiro, o encontro dá continuidade ao processo de alinhamento da Secretaria com os NTE. “Em 2018, continuamos com este trabalho de transformar a rede de Educação em algo único, quebrando barreiras entre a comunicação e as ações conjuntas. A criação da Coordenação dos Núcleos Territoriais de Educação (CONTE) teve esse objetivo de diminuirmos a distância entre a sede e os núcleos, pois sabemos que há necessidade de diminuir os processos burocráticos excessivos para que os NTE tenham mais autonomia para agir”, contou.

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, ainda falou sobre algumas ações que estarão sendo implantadas no ano letivo. “O novo perfil da oferta na Educação surgiu deste diálogo com professores e gestores em todo o Estado. Então, estaremos lançando na próxima semana o Projeto e-Nova Educação, uma parceria com o Google, que vai proporcionar uma forma mais dinâmica de aprendizado, dando aos professores novos recursos para promover o ensino e a aprendizagem. É importante destacar que os mais de seis mil conteúdos são produzidos por professores baianos. Também estamos no processo de implantar um curso técnico de nível médio em cada escola de ensino regular, além do sucesso do curso online de aperfeiçoamento com mais de 23 mil professores, em parceria com Universidade Federal da Bahia”, ressaltou.

Para o coordenador dos Núcleos Territoriais de Educação, José Barreto, da Secretaria da Educação, o encontro é fundamental para a troca de conhecimento entre a Secretaria e os NTE. “Vamos ter a chance de debater sobre diversos aspectos da Educação com os representantes de setores responsáveis das áreas administrativas e de oferta de ensino. Esses dois dias, também servem como um momento para ouvir os gestores dos núcleos de forma presencial e tirar dúvidas e atender sobre demandas que desejem solicitar”, disse.

A coordenadora do Núcleo Territorial de Educação de Juazeiro (NTE 10), Marinez Santos, falou sobre a importância do Diálogo com Gestores. “Essa troca de experiências é fundamental para que possamos encurtar a proximidade, discutir o que é melhor para que aconteça a Educação no chão das escolas. Eu acho que o caminho é esse, a gente precisa dialogar mesmo e tornar as informações mais claras e coesas”, destacou.

Acesse todas as fotos: https://flic.kr/s/aHsmhK4Ue2

Fonte: Portal da Educação

Gestores devem registrar dados de frequência escolar para o Programa Bolsa Família

A Secretaria da Educação do Estado está divulgando o Calendário de Acompanhamento da Condicionalidade da Educação do Bolsa Família 2018, com as datas para que os gestores escolares possam coletar e registrar a frequência escolar no programa. Um dos objetivos destas condicionalidades ou compromissos assumidos pelas famílias beneficiárias é reforçar o acesso à Educação, contribuindo para garantir a inclusão educacional de crianças e adolescentes, além de identificar possíveis situação de descumprimento, como é o caso de estudantes com baixa frequência escolar, para que o poder público possa adotar medidas para auxiliar e acompanhar estas famílias.

O acompanhamento da frequência escolar é realizado ao longo de cinco períodos do ano e os profissionais da Educação fazem a coleta das informações e o registro da frequência por meio do Sistema de Acompanhamento da Frequência Escolar do Bolsa Família, o Sistema Presença. Essas informações serão estratégicas para o fortalecimento da política educacional.

A superintendente da Informação Educacional da Secretaria da Educação do Estado, Cristiane Ferreira, fala sobre a importância do acompanhamento das condicionalidades da Educação para o Bolsa Família. “A Educação tem um papel estratégico visto que tem por atribuição não só a garantia do acesso, mas também o acompanhamento contínuo da permanência, aprendizagem e frequência dos estudantes com a identificação do núcleo familiar e do Território de Identidade onde estão localizados”, afirmou.

Para o acompanhamento das condicionalidades de Educação, a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi/MEC) conta com a Central de Atendimento aos Coordenadores da Educação no Programa Bolsa Família, que pode ser acessada pelo telefone: (61) 2022- 9171 ou por e-mail: frequenciaescolar@mec.gov.br

Acesse o Calendário de Acompanhamento da Condicionalidade da Educação do Bolsa Família 2018 no Portal da Educação:

http://www.educacao.ba.gov.br/midias/documentos/calendario-do-acompanhamento-da-condicionalidade-da-educacao-do-bolsa-familia-2018

 Fonte: Portal da Educação