Programa Primeiro Emprego reconvoca egressos da rede estadual de educação profissional

O Programa Primeiro Emprego está convocando novamente os beneficiários da primeira, segunda e terceira etapas do programa para comparecimento aos postos do Sinebahia mais próximos de suas residências. A iniciativa oferece até dois anos de experiência profissional para quem já fez o curso técnico na rede estadual de educação profissional.

Aqueles candidatos que participaram da seleção devem conferir se seus nomes estão nas listas de reconvocação para que possam ir ao Sinebahia e, em seguida, assumir sua vaga de emprego.

É necessário levar RG, Carteira de Trabalho e Comprovante de Residência. Os egressos também devem deixar seus contatos atualizados na escola onde estudou para facilitar a sua localização pela coordenação do programa.

Caso o beneficiário já tenha comparecido ao Sinebahia e já esteja habilitado, ele deve aguardar o chamado da entidade contratante. Dúvidas podem ser enviadas para o e-mail primeiroemprego@governadoria.ba.gov.br.

Confira as listas de reconvocação:

Municípios 1 a 10: Salvador, Alagoinhas, Vitória da Conquista, Juazeiro, Guanambi, Eunápolis, Itabuna, Ilhéus, Feira de Santana e Jequié.

Municípios 11 a 25: Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas, Camaçari, Itororó, Senhor do Bonfim, Gandu, Ibotirama, Barreiras, Caetité, Ribeira do Pombal, Paulo Afonso, Capim Grosso, Seabra, Itaberaba e Catu.

Municípios 26 a 45: Valença, Jaguarari, Ipiaú, Irecê, Jaguaquara, Serrinha, Caculé, Entre Rios, Lauro de Freitas, Araci, Ituberá, Simões Filho, Esplanada, Santaluz, Conceição do Jacuípe, Macaúbas, Santa Maria da Vitória, Wagner, Cícero Dantas, Cândido Sales.

Municípios 46 a 90: Andorinha, Santa Rita de Cássia, Buerarema, Amargosa, Brumado, Santo Amaro, Uauá, Tucano, Ipirá, Irará, Jacobina, Jeremoabo, Mata de São João, Arataca, Itapetinga, Piritiba, Itambé, Iaçu, São Domingos, Itanhém, Riachão do Jacuípe, Teixeira de Freitas, Mundo Novo, Amélia Rodrigues, Maraú, Caturama, Itabela, Miguel Calmon, Itamaraju, Boquira, Vera Cruz, Xique-Xique, Maracás, Livramento de Nossa Senhora, Inhambupe, Rio Real, Dias d`Ávila, Saúde, Euclides da Cunha, Rodelas, Morro do Chapéu, Una, Ruy Barbosa, Várzea da Roça, São Sebastião do Passé.

Fonte: Portal da Educação

 

UNIVASF prorroga prazo de inscrição para cursos de especialização a distância

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF) prorrogou, para o dia 16 de outubro, o prazo para as inscrições dos cursos de especialização (Lato Sensu) em Gestão Pública Municipal, Docência em Biologia, Desenvolvimento Infantil, Ensino de Química e Biologia e Libras, todos na modalidade a distância, no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). O curso será desenvolvido em parceria com a Secretaria da Educação do Estado da Bahia. Das 1.110 vagas ofertadas, 746 são distribuídas nos polos de apoio presencial da UNIVASF nos municípios de Brumado, Capim Grosso, Ipirá, Ipupiara, Irecê, Jacaraci, Juazeiro, Paulo Afonso, Seabra e Serrinha.

Professores e profissionais da Educação estão entre o público alvo do curso. Para se inscrever no processo seletivo é preciso acessar o sistema da universidade e realizar o cadastro neste link, seguindo um passo a passo.

Os cursos têm como objetivo a qualificação de pessoal de nível superior, visando à melhoria da qualidade da Educação Básica e dos serviços públicos, especialmente no que concerne à formação de quadros de profissionais para atuação nas áreas de Educação e de Administração.

Todos os cursos têm duração de 18 meses, envolvendo a participação obrigatória do aluno em atividades a distância e presenciais, com previsão de início das aulas em novembro/2017 e término em abril de 2019, incluindo o cumprimento de créditos e a elaboração e defesa presencial do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). As atividades didático-pedagógicas (aulas, atividades, fóruns etc.) acontecerão em ambiente virtual de aprendizagem por meio de ferramentas interativas, com mediação docente, tutorial e de recursos didático-tecnológicos, sistematicamente organizados, e em encontros presenciais obrigatórios.

Outras  informações poderão   ser   obtidas   no   site   da   Secretaria   de   Educação   a   Distância,   link: http://portais.univasf.edu.br/sead/cursos, ou através   dos telefones   (87)   2101-6821/6823 e (74) 2102-7664/7665.

>> Acesse o edital aqui

Fonte: Portal da Educação

Estudantes de Juazeiro produzem audiovisual e chamam a atenção para a degradação do Rio São Francisco

20_2

S.O.S Velho Chico. Este é o nome do curta-metragem produzido pelos estudantes do curso técnico em Recursos Humanos do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Negócios do Leste Baiano, localizado em Juazeiro (508 km de Salvador), para chamar a atenção sobre a degradação do Rio São Francisco. Conhecido como Velho Chico, o rio São Francisco é um dos mais importantes cursos d’água do Brasil e da América do Sul, passando por cinco estados e 521 municípios. No curta, de cinco minutos, os estudantes contam um pouco sobre a história do Velho Chico, mostram como ele faz parte da vida dos ribeirinhos e revelam como o rio está ameaçado por diversos fatores, a exemplo da derrubada das matas ciliares, do assoreamento e da poluição das águas pelo despejo de lixo, esgoto e outros sedimentos.

O audiovisual foi desenvolvido para a participação da equipe, formada por 13 estudantes, na seletiva escolar do projeto Produção de Vídeos Estudantis (PROVE), realizado pela Secretaria da Educação do Estado. O curta com duração de cinco minutos foi filmado com celular e câmera digital e levou um mês para ser finalizado. Os estudantes se dividiram entre diferentes funções como produção, roteiro, direção, filmagem e edição.

Para a produção do vídeo, a equipe participou de uma oficina de produção audiovisual para aprender técnicas de linguagem fotográfica, produção de roteiro e edição. Além do aprendizado sobre as técnicas do audiovisual, o processo, segundo o professor José Carlos de Amorim, ampliou os conhecimentos dos estudantes sobre as questões ambientais, contribuindo para uma nova consciência sobre a necessidade do cuidado com os recursos hídricos. “O curta tem o objetivo de chamar a atenção da população para que se sinta responsável por aquele que dá vida a ela, o rio, pois o mesmo corre o risco de secar e ser extinto. Além disso, os estudantes criaram um novo olhar sobre o rio como cidadãos através do protagonismo juvenil”, revela o educador.

Daniel Mota, 18, participou do projeto como editor e afirma que o processo foi muito trabalhoso, mas foi concluído com êxito devido ao empenho de todos os envolvidos. “Foi muito gratificante participar de um projeto como este que tem um papel social de mostrar a realidade que o rio se encontra. As pessoas precisam se conscientizar, economizar água e cuidar do nosso rio”, diz o estudante.

Para Samara Santos, 18, que participou das filmagens e do roteiro, trabalhar no curta estimulou seu aprendizado. “É a primeira vez que eu participo da produção de um produto audiovisual e que vai deixar um legado no colégio. O curta está tendo reconhecimento e isso é muito bom”, afirma, entusiasmada.

Fonte: Portal da Educação

#Transformaê: Centros de Educação Profissional prestaram serviços à comunidade

004_1 (2)

Os Centros Territoriais e Estaduais de Educação Profissional da rede estadual (CETEPs e CEEPs) tiveram participação marcante no Transformaê– 2ª Virada Educacional Bahia, realizado simultaneamente nesta quinta-feira (21), em todas unidades escolares da capital e interior do Estado. Os estudantes dos cursos técnicos participaram de atividades, apresentaram projetos científicos e prestaram atendimento ao público presente por meio de serviços como aferição de pressão arterial, tipagem sanguínea e outros.

O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica da Secretaria da Educação do Estado, Durval Libânio Mello, ressalta a importância do evento. “O Transformaê é essencial para que a gente aproxime a escola da comunidade e a comunidade da escola, no sentido de que a escola entenda o seu papel, não só como transformadora dos nossos alunos, professores e colaboradores, como também, ela entenda o seu papel transformador no território em que ele se insere com o papel muito forte de transformar a economia, a sociedade de todo o estado da Bahia”.

O CEEP em Biotecnologia e Saúde, Localizado em Itabuna, na região Sul da Bahia, contou com uma ampla programação. Os estudantes, familiares e pessoas da comunidade assistiram ao filme “Nunca me sonharam” e conferiram palestras com um psicólogo convidado e com técnicos da Vigilância Sanitária do município, que abordaram sobre Segurança Alimentar e, também, participaram de oficinas relacionadas ao cacau como “Produtividade da lavoura cacaueira” e “Benefícios do consumo do Flavonoide”. Além disso, os alunos da área de saúde realizaram diversos serviços gratuitos. Este é o caso de Luiz Henrique Borges, 18, que faz o curso técnico em Enfermagem. “Minha equipe ficou responsável por realizar teste de glicemia nas pessoas e foi muito bom, porque colocamos em prática tudo o que aprendemos no curso”, afirma o estudante.

No CETEP Sertão do São Francisco, localizado em Juazeiro, na região Norte, os estudantes apresentaram projetos científicos durante a Mostra Científica Bioma Caatinga, que integrou a programação do Transformaê. O evento contou com uma palestra sobre iniciação científica ministrada pelo diretor de pesquisa da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), Raimundo Palheta, além de apresentações dos projetos de arte e cultura. A unidade também disponibilizou serviços como teste de glicemia e aferição arterial realizados pelos próprios estudantes.

O estudante Eli Jefferson Matheus Silva, 18, do curso técnico em Agropecuária, apresentou com sua turma os projetos ‘A produção do maracujá convencional’ e ‘Horta ornamental’. “Gostei muito de poder explicar sobre os projetos porque os estudantes puderem enriquecer os conhecimentos e tirar dúvidas”, revela.

>> Clique aqui para ver todas as fotos do #TransformaÊ

O CEEP em Saúde e Gestão, situado no município de Guanambi, promoveu diversas atividades como palestra sobre drogas, curso de pintura em tela, apresentações musicais e oficinas como ginástica laboral, #Grafitaê, primeiros socorros e as exposições #Expomemória e #Historiando. Os alunos dos cursos do eixo Gestão e Comércio prestaram consultoria à população. Outro destaque foi o projeto Melanina Black, que promoveu roda de conversa, oficina de turbante, dança e estética, além da exposição Tipos de Conhecimento.

Outros centros participantes da virada educacional foram: CEEP em Saúde e Tecnologia da Informação Carlos Correa de Menezes Santana, localizado em Salvador, CETEP do Sertão do São Francisco II Antônio Conselheiro, em Uauá, CEEP em Informática e Gestão Lourdes de Carvalho, em Cícero Dantas, CETEP da Chapada Diamantina II, em Morro do Chapeu, CETEP do Recôncavo II Alberto Torres, de Cruz das Almas, CETEP da Bacia do Rio Corrente, em Santa Maria da Vitória e o CEEP do Campo Milton Santos, de Arataca.

Fonte: Portal da Educação

#Transformaê: Colégios do interior promovem integração com a comunidade durante a Virada Educacional

Screenshot_20170921-193850

Mais de mil escolas em toda a Bahia realizaram, nesta quinta-feira (21), a 2ª Virada Educacional #Transformaê, promovida pela Secretaria da Educação do Estado. No interior do estado, foram apresentados projetos de arte e cultura, experimentos científicos, oficinas, atividades esportivas e intervenções desenvolvidas durante o ano letivo de 2017.

Segundo o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, a escola só será mais protegida quando a comunidade a identificar como elemento dela. “Esse é o aspecto mais importante do Transformaê e das jornadas pedagógicas e, principalmente, desse novo movimento da educação na Bahia. Não se pode buscar a melhoria da educação de forma fria, pois a qualidade vem com o envolvimento da comunidade, do colegiado escolar e, principalmente, quando a gente tem a capacidade de observar como se processam as mudanças. A escola do futuro tem que ser feita exatamente por quem esteve aqui no passado, por quem está aqui no presente e apontando um futuro onde a história possa ser escrita pelas mãos que laboram dia a dia nesse ambiente e por aqueles que frequentam a escola”, destacou.

O Superintendente de Políticas para a Educação Básica, Ney Campello, participou das atividades do Colégio Estadual Edna Moreira Pinto Daltro, em Capim Grosso (a 272 Km de Salvador), na área de atuação do Núcleo Territorial de Educação (NTE) de Ipirá. Segundo Campello, com proposta pedagógica lastreada na leitura e estímulo à literatura e iniciação científica, o colégio promoveu a II Mostra Literária, associada à contação de histórias e uma Feirade Ciências. “O diferencial é que este colégio organizou a edição do Transformaê em parceria com outra unidade escolar, o Colégio Berilo Vilas Boas, do município de São José do Jacuípe, que trouxe um Simpósio de Leitura para apresentação. Outro diferencial foi a participação de estudantes de várias escolas municipais”, destacou Campello.

Na programação interdisciplinar da unidade escolar, foram realizadas pesquisas vocacionais, debates sobre diversidade de gênero, clube de leitura, debates sobre competências socioemocionais, dentre outras ações concebidas pelos estudantes do ensino médio, até o uso da dança no processo de aprendizagem e da música como estratégia do ensino da matemática. “O Transformaê de Capim Grosso consolida essa ação inovadora da Secretaria, que mobiliza a energia criativa da escola e, ao mesmo tempo, estimula e sistematiza novas arquiteturas curriculares originadas na práxis pedagógica dos estabelecimentos de ensino. Foi um dia ‘freireano’ de educação no nascer da estação das flores”, ressaltou o superintendente.

Nas Escolas Culturais das cidades de Itabuna e Juazeiro, foram apresentadas uma série de experiências educacionais e atividades culturais. Em Juazeiro, no norte do estado, os convidados visitaram a exposição de arte dos estudantes, participaram de palestras, debates, testes vocacionais e oficinas de dança e pintura. Já em Itabuna, no sul da Bahia, a Escola Cultural (Colégio Modelo) abriu as portas da unidade para a família e a comunidade participarem das atividades e brincadeiras interdisciplinares na área da dança, teatro, literatura e música. “A grande expectativa é para o Show de talentos, com a participação da comunidade escolar, e que vai acontecer ainda hoje, no auditório da unidade, diz a diretora Ednailza Carvalho.

O estudante da Escola Cultural (Colégio Modelo) de Itabuna, Matheus Saad, 16, do 1º ano do Ensino Médio, conta que participou de várias atividades e parabenizou a escola pela programação diversificada. “Apresentei um número de dança, assisti palestra e também participei da brincadeira ‘caça ao tesouro’. A escola está cumprindo o que prometeu. Também gostei da proposta da escola de revelar talentos de forma lúdica”, declara.

O Colégio Estadual Centenário, na cidade de Itaberaba (a 264Km de Salvador), no Centro Norte baiano, aproveitou o momento festivo para reinaugurar a rádio escolar ‘Radialista Iranildo Lima’, que ganhou reestruturação do espaço e equipamentos novos. “Preparamos uma programação bemdiversificada. Tivemos oficinas do Grafitaê, com a participação da família, apresentação dos projetos estruturantes, exposição dos projetos Ciência na Escola e a retomada da operação da rádio escolar, comandada pelos estudantes”, relata o diretor da unidade, Amauri Menezes.

No Colégio Estadual Alaor Coutinho, localizado na Praia do Forte, em Mata de São João, a grande atração do #Transformaê foi o 1º campeonato de skate da unidade. Na cidade de Formosa do Rio Preto (a 1.026 Km de Salvador), extremo Oeste, intervenções sociais, e apresentações de dança e da fanfarra do Colégio Isabel Araújo da Silva movimentaram a comunidade escolar e toda a cidade.

Tanto nas escolas como nos Centros de Educação Profissional, estudantes, professores, gestores e funcionários participaram desta Virada Educacional, como o CEEP em Alimentos e Recursos Naturais Pio XII, em Jaguaquara; CEEP em Saúde Adélia Teixeira, Vitória da Conquista; Colégio Democrático Estadual Anísio Teixeira, Potiraguá; Colégio Estadual de Serra Grande; Colégio Estadual Estela Aleluia Guimarães, Taperoá;  Colégio Estadual Maria Xavier Reis, Tancredo Neves;  Escola Estadual Alaor Coutinho, Vitória da Conquista; Escola Estadual Regis Bittencourt, Feira de Santana; Colégio Estadual Naomar Soares Alcântara, Itarantim; Colégio Modelo (Celem), Pojuca; Colégio Estadual Maria Xavier Reis, Tancredo Neves; Colégio Estadual Dr. Antônio Rivaldo, Porto Seguro; Colégio Estadual Estela Aleluia Guimarães, Taperoá e muito mais.  Foram 12 horas de atividades simultâneas, com a integração da escola com a comunidade, em cerca de mil unidades escolares da rede estadual de ensino da Bahia.

>> Veja as fotos desta matéria no FLICKR da Educação

Fonte: Portal da Educação

Escolas do NTE 10 se preparam para o Transformaê

transformaeArte, cultura, esporte, intervenções sociais e mostra de experimentos científicos estão entre as ações que irão marcar, nesta quinta (21), a segunda edição do #Transformaê – Virada Educacional Bahia. Tanto nas escolas como nos Centros de Educação Profissional da capital e do interior, estudantes, professores, gestores e funcionários estão prontos para a apresentação dos projetos de arte, esporte, cultura, ciência, inovação e empreendedorismo, que estão sendo desenvolvidos durante o ano letivo de 2017. Serão 12 horas de atividades simultâneas, com a integração da escola com a comunidade.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, fala sobre a importância da iniciativa. “Este é um momento em que a escola discute o ambiente de ensino e realiza transformações. Por isso, nessa ação, a Secretaria da Educação aproveita para apoiar e acompanhar as atividades com o objetivo de ouvir, perceber e sintonizar-se com a situação das escolas, para que trabalharemos para intensificar a melhora do eixo pedagógico, que consideramos o espírito da escola”, ressaltou.

Serviço

O que: #TransformaÊ – Virada Educacional Bahia

Quando: Quinta-feira (21 de setembro)

Onde: nas escolas estaduais.

Escolas com atividades previstas no NTE 10:

Col. Est. Agostinho Muniz

Col. Est. Antonílio da França Cardoso

Col. Est. Cecílio Mattos

Col. Est.Helena Celestino

Col. Est. Lomanto Junior

Col. Est. Modelo Luis Eduardo Magalhães

Col. Est. Rotary Clube

Col. Est. Dona Guiomar Barreto Meira

Col. Est. Dom Avelar Brandão Vilela

Col. Dem. Est. Profeessora Florentina Alves dos Santos

Col. Est Antonio Honorato ( Casa Nova)

Col. Est. Getúlio Vargas (Casa Nova)

CETEP Sertão do São Francisco II (Uauá)

Col. Est. Edivaldo Machado Boaventura (Uauá)

Col. Est. Maria José de Lima Silveira (Sobradinho)

Col. Est. Dr. Ives Orlando Lopes da Silva (Campo Alegre de Lourdes)

Col. Est. Luis Cabral (Canudos)

Col. Est. Olimpio Campinho (Remanso)

Col. Est. Reitor Edgard Santos ( Remanso )

Programa internacional Escolas Transformadoras será desenvolvido na Rede de Educação Profissional da Bahia

jornada-de-educacao-profissional-83

Técnicos da Secretaria da Educação, Coordenadores Pedagógicos e gestores escolares representantes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação estão reunidos, de hoje (19) até quinta-feira (21), no Instituto Anísio Teixeira – IAT, em Salvador, para a I Jornada técnica com a Ashoka Brasil. A ação visa apresentar o ‘Programa Escolas Transformadoras’, uma iniciativa da Ashoka, instituição internacional, com sede em mais de 90 países, que no Brasil é correalizado com a Organização não governamental Alana e, pela primeira vez, faz uma parceria com uma Rede Estadual de Educação Profissional no país.

O secretário da educação, Walter Pinheiro, esteve abertura e falou sobre a importância do processo de mudança e inovação nas instituições de ensino de Educação Profissional. “Essa parceria que a gente faz agora, com os institutos que possuem experiências e estão trabalhando vários lugares, inclusive fora do país e em lugares onde tivemos grandes êxitos como no Ceará, vem em boa hora, no sentido de nos trazer a técnica. A nossa expectativa é que com essa boa mistura, que já acontece no mundo, aliada ao conteúdo que está cada vez mais inseridos em nossos centros profissionalizantes, com certeza, vamos entregar uma escola com competência muito maior para formar cidadãos, para inserir na sociedade novos conceitos e de promover transformações consubstanciais”, pontua.

O foco dessa primeira capacitação são os Coordenadores Pedagógicos e os vice-diretores dos centros da Educação Profissional do Estado, que serão os agentes multiplicadores de mudanças pedagógicas. Para o Superintendente da Educação Profissional e Tecnológica, Durval Libânio, a partir dessa parceria será possível promover as mudanças curriculares necessárias para adequar o currículo de cada escola. “Com a parceria, acreditamos que vamos conseguir avançar para empoderar nossas escolas, no sentido de promover as mudanças curriculares alinhadas à realidade territorial de cada escola e vocacionar, a partir do território e da cultura que ela se insere para, a partir dessa perspectiva, a gente começar a construir uma escola mais voltada para fora, que dialoga com a comunidade, e que, com isso, ela consiga fazer a transformação, não só dos estudantes, mas da realidade local” conta.

A vice-diretora do Centro Estadual de Educação Profissional em Tecnologia Informação e Comunicação, em Lauro de Freitas, na região Metropolitana, Sayonara Lordelo, está participando da capacitação e acredita que é chegado o momento em que a educação comece a pensar em transformação. “Precisamos pensar em transformação com a perspectiva de olhar a realidade do aluno, entender a dinâmica dessa realidade, analisar o sujeito que está sendo formado e pensar como prepará-lo para o mundo trabalho, através da formação técnica, e preparar o professor para esse desafio”, observa.

>> Clique aqui para ver todas as fotos

Programa 
O programa Escolas Transformadoras é uma iniciativa da Ashoka, organização global que reúne empreendedores sociais de diversas partes do mundo. Fruto da crença de que todos podem ser transformadores da sociedade, o programa enxerga a escola como espaço privilegiado para proporcionar experiências capazes de formar sujeitos com senso de responsabilidade pelo mundo: crianças e jovens aptos a assumir papel ativo diante das mudanças necessárias, em diferentes realidades sociais e amparados por valores e ferramentas como a empatia, o trabalho em equipe, a criatividade e o protagonismo.

O programa teve início nos Estados Unidos, em 2009, hoje conta com uma rede formada por mais de 280 escolas, sendo 18 brasileiras. No Brasil, a iniciativa foi lançada em setembro de 2015 em uma correalização com o Instituto Alana, organização sem fins lucrativos que aposta em projetos que buscam a garantia de condições para a vivência plena da infância. Fazem parte desse grupo jornalistas, professores universitários, representantes do poder público e do terceiro setor, especialistas e artistas. Após um criterioso processo de reconhecimento, as escolas são convidadas a engajar-se em uma comunidade com diversos profissionais que comungam da visão de que todos podem ser transformadores.

Fonte: Portal da Educação

Foi anunciada pelo Núcleo Territorial de Educação (NTE 10) a lista dos selecionados para a fase final da etapa regional dos Projetos Estruturantes do NTE 10. Segue a relação dos projetos, colégios e municípios:

PROJETO DANCE:
– Ao som dos tambores – CETEP – Sertão do São Francisco (Juazeiro)
– O primo Basílio – Col.da Policia Militar Alfredo Vianna – CPM (Juazeiro)
– Resgate ao samba – Col. Antonilio da França Cardoso (Juazeiro)
– Boato Ribeirinho – Col. Est. Jutahy Magalhães (Juazeiro)
– La Vida es Mejor Bailando – Col.Est. João Matos (Curaçá)

PROJETO FACE:
– Sertão sereno – CETEP Sertão do São Francisco (Juazeiro)
– Meu Chão – Col. Est. Nossa Senhora Auxiliadora (Uauá)
– Rap Revolução – CODEFAS – (Juazeiro)
– Nosso Sertão – Col. Est. Dom Avelar Brandão Vilela (Juazeiro)
– Querido tempo – Col. Modelo Luis Eduardo Magalhães (Juazeiro)
– Ubuntu – Col. Est. Rui Barbosa (Juazeiro)
– Salitre – Col. Est. Jutahy Magalhães – (Juazeiro)
– Serei Fiel- Esc. Est. Dr. Ives Orlando (Campo Alegre de Lourdes)

PROJETO ENCANTE:
– CODANGELS- CODEFAS (Juazeiro)
– CECIART – Col. Est. Cecílio Mattos (Juazeiro)
– Vida – CETEP – Sertão do São Francisco (Juazeiro)
– CELEM – Col. Est.l Modelo Luis Eduardo Magalhães (Juazeiro)
– Coral João Matos – Col. Est. João Matos (Curaçá)

PROJETO FESTE:
– Tributo a MBP- Col. Est. Polivalente Américo Tanuri (Juazeiro)
– Frei Lorenço – Col. Est. Antonilio da França Cardoso (Juazeiro)
– Um homem de raiz – CODEFAS (Juazeiro)
– Honestidade! Uma questão de consciência – Col. Est. Dom Avelar Brandão Vilela (Juazeiro)
– Geni Conta sua História – Col. Est. Modelo Luis Eduardo Magalhães (Juazeiro)

PROJETO TAL:
– Tecnologia de mais ou de menos? – Col. Estadual Marechal Castelo Branco (Pilão Arcado)
– As oito em ponto – Col. Estadual Jorge Khoury – (Sobradinho)
– Tinha que ser preto! Uma realidade que não é sua – Col. Estadual Cel. Olimpio Campinho (Remanso)
– A estação – Col. Estadual Sofia Mascarenhas (Pilão Arcado)
– Orgulho do meu nordeste – Col. Estadual Cecílio Mattos (Juazeiro)
– Poética da realidade – Col. Est. Rui Barbosa (Juazeiro)
– Caatinga, mata branca – Col. Est. Helena Celestino Magalhães (Juazeiro)
– O lamento de uma filha – Col. Estadual Luis Cabral (Canudos)

PROJETO PROVE::
– A última gota – Col. Est. Dom Avelar Brandão Vilela (Juazeiro)
– Infância Roubada – Colégio da Policia Militar Alfredo Viana -CPM (Juazeiro)
– Violência Contra a Mulher – Col. Est. Getulio Vargas (Casa Nova)
– Quantas Vidas Você Tem?- Col. Est. Misael Aguilar Silva (Juazeiro)
– Mercado do Produtor- Sob o Olhar daqueles que o faz – Col. Est. Helena Celestino Magalhães (Juazeiro)

IMPORTANTE:
A seleção dos Projetos AVE e EPA acontecerá no dia 29 de setembro de 2017 no Paço Municipal.

A culminância Regional será no dia 20 de outubro de 2017 no Centro de Cultura João Gilberto.

Rui e Pinheiro cumprem agenda de visitas a escolas em Sento Sé e Juazeiro

img-20170916-wa0005

Com o objetivo de estreitar ainda mais o diálogo com a comunidade escolar, com vistas ao fortalecimento do eixo pedagógico e na melhoria do ambiente escolar, o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, visitou neste sábado (16) os colégios estaduais Doutor Juca Sento Sé e Deputado Jayro Sento Sé, no município de Sento Sé.

Acompanhando o governador Rui Costa, Pinheiro esteve antes no Colégio Polivalente e no Colégio da Polícia Militar,em Juazeiro, e no Colégio estadual Sete de Setembro, em Sento Sé, onde inauguraram cinco novos laboratórios equipados, depois de terem cumprido uma ampla agenda de dois dias na região e lançado, inclusive, o projeto Escolas Culturais no Colégio Modelo de Juazeiro.

>> LEIA MAIS: Rui e Pinheiro entregam laboratórios no Colégio Estadual Sete de Setembro em Sento Sé

>> LEIA MAIS: Projeto Escolas Culturais é lançado em Juazeiro

O Colégio Doutor Juca Sento Sé é uma das unidades de ensino da rede estadual com  Educação em tempo integral, que oferta as séries finais do Ensino Fundamental,  o Ensino Médio e também a Educação Profissional. Nesta unidade escolar, além de percorrer as instalações físicas, o secretário dialogou com gestores e estudantes, que no momento da visita realizavam uma prova da Olimpíada Brasileira de Matemática.

“Tem sido muito gratificante e enriquecedor visitar as escolas e vivenciar momentos como este, com os estudantes em pleno sábado, atentos e concentrados respondendo questões da Olimpíada de matemática. Isso comprova que as escolas funcionam e que os estudantes são dedicados e querem realmente ampliar seus conhecimentos, ao tempo em que se preparam para o futuro e buscam uma vocação baseada nos seus estudos”, destacou o secretário.

img-20170916-wa0008 (1)

No colégio Deputado Jayro Sento Sé, Pinheiro foi recepcionado pela diretora do colégio, Adriana de Sá Passos Santos, que ficou surpresa com a visita e destacou a postura do secretário, que percorreu todas as salas e dependências da escola, com a finalidade de planejar intervenções físicas necessárias para a melhoria das instalações. “Avalio como muito positiva a visita que recebemos do secretário, principalmente porque que não estava na programação, sabendo que ele cumpriu uma ampla agenda na região”, destacou. A escola atende 710 alunos, nas modalidades Ensino Fundamental II, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos, nos três turnos.

Fonte: Portal da Educação

Projeto Escolas Culturais é lançado em Juazeiro

escolas-culturais-em-juazeiro2

Foi numa celebração de muita arte e cultura que o governador Rui Costa, acompanhado pelo secretário da Educação, Walter Pinheiro, lançou o projeto Escolas Culturais, nesta sexta-feira (15), no Colégio Modelo de Juazeiro. A solenidade contou com diversas apresentações artísticas de dança, música, teatro e audiovisual dos estudantes, além de uma oficina de grafitagem que envolveu toda a comunidade escolar.

Destaque para a apresentação de fanfarras, do coral formado por estudantes do Colégio, das apresentações de dança de finalistas dos projetos estudantis da Rede Estadual, além da peça teatral “Geni Conta sua História – adaptação da música Geni e o Zepelin, de Chico Buarque”, por estudantes do Colégio. O músico e compositor Targino Godim também fez uma apresentação especial no palco do auditório.

“É algo que emociona, por que a cultura é algo que estrutura a vida humana, e nessa fusão de Cultura e Educação transformando as escolas em espaço cultural para a toda sociedade, eu espero que isso aqui possa pulsar, vibrar e daqui saiam muitos talentos para a arte. Com certeza isso vai fazer de cada jovem, um ser humano melhor, aprendendo e consumindo arte e cultura, que é o que preenche a nossa alma”, disse o governador Rui Costa, emocionado após assistir à apresentações de jovens de Juazeiro. O governador também autorizou a construção de uma quadra coberta na unidade escolar.

>> Governador Rui Costa lança Escola Cultural em Juazeiro nesta sexta (15)

>> Jorge Portugal e Roberto Mendes levam ‘O Violão e a Palavra’ para Escola Cultural de Itabuna

Para o secretário Walter Pinheiro, o projeto proporciona interação entre as expressões de arte da cidade com as escolas. “É um encontro entre todas as práticas que a gente já executa nas escolas da rede estadual. Todas as escolas têm projetos estruturantes, agora a ideia é que a gente possa fazer com que esses projetos dialoguem com a cultura da cidade, e ao mesmo tempo, que as manifestações culturais que existem na cidade venham para a escola”.

O projeto integra o programa Educar para Transformar e tem como  objetivo promover o protagonismo estudantil, além de reconhecer e requalificar a escola como um espaço de circulação e produção da diversidade cultural do Território de Identidade onde está inserida. A iniciativa é uma ação conjunta das secretarias estaduais da Educação (Sec), de Cultura (Secult), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e da Casa Civil.

Além de Juazeiro, o projeto já foi implantado em Itabuna e envolverá 85 unidades escolares, em 85 municípios, potencializando os projetos artístico-culturais já existentes e fomentando novas atividades. Para tanto, as escolas estão sendo requalificadas para que sejam desenvolvidas atividades nas áreas de dança, música, audiovisual e literatura. Com isto, auditórios e outros espaços destas unidades escolares estão recebendo equipamentos para projeção de audiovisual, com palco para apresentações artísticas e com internet banda larga para o desenvolvimento dos projetos, a exemplo de programas de rádio e fomento ao empreendedorismo, dentre outros.

>> Governo do Estado lança projeto Escolas Culturais em Itabuna

>> Fanfarras e bandas marciais se apresentam na Escola Cultural de Itabuna nesta sexta (1º)

Dentro da metodologia de trabalho, estão incluídos, entre outras atividades, saraus literários e oficinas de canto, coral, instrumentos, dança, audiovisuais, além de potencialização das bandas marciais, fanfarras e orquestras das escolas ou criação desses conjuntos musicais nas escolas que não os possuírem.

Fonte: Portal da Educação