Secretaria da Educação do Estado realiza cadastro dos líderes de classe

IMG-20170510-WA0011

Os 42 mil líderes e vice-líderes de classe eleitos nas escolas da rede estadual de ensino já estão colocando em prática as suas atribuições. Eles são os interlocutores da turma junto à comunidade escolar e, agora, devem articular e propor melhorias para a ambiência na unidade de ensino. Um dos primeiros passos é preencher o questionário “Quem é você, líder?”, até dia 1º de julho, disponível no Portal da Educação, através do link: http://estudantes.educacao.ba.gov.br/o-que-e-ser-lider.

De acordo com Helaine Souza, coordenadora de Articulação dos Projetos Estruturantes da Secretaria da Educação do Estado, o questionário foi elaborado para identificar o perfil dos (as) líderes atuantes nas unidades escolares da rede estadual. “Os dados preenchidos subsidiarão práticas pedagógicas direcionadas ao contexto e anseios dos estudantes e poderão orientar os professores, gestores e a própria Secretaria da Educação na busca pela melhoria das aprendizagens significativas, e com foco na formação humana integral”, informa.

Além de campos para preenchimento de dados pessoais, o questionário inclui levantamento de informações sobre opções de leitura, rotina de estudos, atividades culturais, participação em movimentos sociais, utilização de redes sociais, escolha da futura profissão e outras.

Plano de Ação – Uma das principais atribuições de um líder de classe é elaboração de um Plano de Ação que contemple as necessidades da unidade escolar relativas à melhoria do processo de ensino e aprendizagem, respeitando as legislações vigentes e os trâmites administrativos da unidade escolar, contribuindo para a manutenção do clima escolar colaborativo.

Clique aqui para baixar o modelo do Plano de Ação: (http://estudantes.educacao.ba.gov.br/planolider).

O Plano deverá ser elaborado a partir de reuniões com os líderes de todos os turnos da escola e contemplar ações nas áreas administrativa, relacional e/ou pedagógica. O documento resultante das demandas e discussões coletivas devem refletir os anseios que os líderes visualizam para as suas escolas. Para isso, são pensadas estratégias para a concretização das ações contidas no Plano a ser revisado a cada dois meses.

Formação - Cada unidade de ensino deve reunir os líderes de classe e propor uma formação na qual serão discutidos alguns temas. A Secretaria da Educação está indicando três temas: ‘Educação para o Século XXI: as competências socioemocionais na escola’; ‘Curto e/ou compartilho: educomunicação, autoria e empoderamento’ e ‘O mundo, minha aldeia: sociedade de consumo x sociedades sustentáveis’.

Clique aqui para fazer o download dos textos: http://estudantes.educacao.ba.gov.br/materialdeapoioliderdeclasse

Fonte: Portal da Educação

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Gestão Escolar 2017

gestao

Estão abertas até o dia 14 de agosto as inscrições para o Prêmio Gestão Escolar 2017, que contempla projetos inovadores e gestões competentes na Educação Básica da rede pública. Promovido pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), desde 1998, a ação foi lançada no 12 de maio, durante a tradicional feita Bett Educar, em São Paulo.

Podem concorrer escolas do ensino regular da educação básica, das redes públicas estaduais/distrital e municipais. A restrição fica para as escolas e/ou os diretores que já tenham sido premiados como destaque estadual/distrital na edição anterior do PGE ano 2015. Estas não poderão participar. “As nossas escolas estão cheias de ótimas iniciativas e este prêmio é um merecido reconhecimento para estas boas práticas que fortalecem o eixo pedagógico nas escolas”, afirmou Walter Pinheiro, secretário da Educação.

Para participar, o gestor deve se inscrever no portal do Consed, onde terá acesso a um instrumento de autoavaliação. “Ao analisar os processos de gestão da escola, ele vai elaborar um plano de ação, construído com a participação da comunidade escolar. Ao final, os melhores resultados serão premiados”, explica o presidente do Consed, Idilvan Alencar.

Esta é a 16ª edição do prêmio, que a partir de 2011, tornou-se bianual. Em mais de duas décadas, aproximadamente 34 mil escolas de todas as regiões do país participaram e mais de 7 milhões de estudantes foram beneficiados com os projetos implantados pelos gestores inscritos. Neste período, 90 escolas chegaram à etapa final e foram premiadas com recursos financeiros e equipamentos, além de formação e intercâmbio para os diretores.

O processo de seleção das escolas inscritas se dará em quatro etapas: Local, Estadual, Regional e Nacional. Nas etapas Local e Estadual, representantes do Consed e da Uninão Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), em cada unidade da federação, serão responsáveis por selecionar os avaliadores e coordenar o processo seletivo em suas respectivas jurisdições, considerando os critérios descritos neste Edital.

De acordo com o edital, a qualquer momento do processo seletivo, os avaliadores poderão realizar visitas técnicas às escolas inscritas para verificar se as informações constantes na ficha de inscrição condizem com a realidade observada, sendo que, por ocasião dessas visitas, poderá ser solicitada a comprovação documental das informações.

Na etapa seguinte, os comitês regionais contarão com especialistas contratados pela Coordenação Nacional do Prêmio Gestão Escolar, que utilizarão como objeto de análise a ficha de inscrição elaborada pela escola. Ao final, na etapa nacional, a Comissão, composta por representantes das instituições parceiras e do Consed, por meio de voto direto, secreto e unipessoal, indicará a escola “Referência Brasil” a partir da análise da ficha de inscrição e de entrevistas com os diretores.

O PGE 2017 será concedido nas categorias “Escola Destaque Local” “Destaque Estadual/Distrital”, “Destaque Regional” e “Referência Brasil”. Além dos diplomas, haverá uma viagem de intercâmbio nacional para os representantes das escolas “Destaque Estadual/Distrital”, uma viagem de intercâmbio a um país da América Latina para os representantes das escolas “Destaque Regional” e “Referência Brasil”, além de um prêmio em dinheiro, no valor de R$ 30 mil, para a escola “Referência Brasil”.

Fonte: Portal da Educação

Atenção estudante – Últimos dias para as inscrições no ENEM

Os estudantes têm até esta sexta-feira (19) para fazer a inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), cujas provas serão realizadas nos dias 5 e 12 de novembro. Durante toda a semana, professores e gestores das escolas estaduais estão auxiliando os estudantes no processo. Por meio da campanha ENEM 100%, da Secretaria da Educação do Estado, as escolas estão disponibilizando os laboratórios de informática, secretarias e outras salas com computadores e acesso à Internet para que os estudantes garantam suas inscrições para o exame.

Além de apoio para as inscrições, o ENEM 100% envolve várias ações articuladas, como a realização de aulões e simulados. Para auxiliar os estudantes na preparação para as provas a Secretaria da Educação do Estado disponibiliza também mais de quatro mil conteúdos digitais educacionais no Ambiente Educacional Web. São conteúdos de todas as disciplinas das áreas de conhecimento, inclusive videoaulas, e de todos os níveis de ensino, produzidos e/ou catalogados por educadores da Rede Anísio Teixeira.

Isenção

Os estudantes da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual de ensino possuem isenção garantida na inscrição do ENEM. Para isto, eles devem informar, no ato da inscrição, o seu CPF e a data de nascimento. Com esses dados, o sistema identifica automaticamente quem são os alunos de escolas públicas e o valor, que seria de R$ 82, é liberado. A inscrição pode ser feira através do portal do Inep.

A rede estadual tem 125 mil alunos matriculados no 3º ano do Ensino Médio aptos a realizarem o ENEM.

Fonte: Portal da Educação

Estudantes participam de campanha contra o Aedes aegypti

aedes-saiu-na-midia

Uma nova campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti foi lançada pelo Governo do Estado, nesta segunda-feira (15). A ação, apresentada para estudantes da rede pública durante evento no Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, no bairro de São Marcos, em Salvador, vai usar as redes sociais, como o Instagram, Facebook e Youtube, para ampliar o alcance da campanha e engajar públicos diversos.

Uma caravana com dois caminhões levando o cinema ao ar livre, os óculos de realidade virtual, microscópio e outras atividades, vai percorrer as escolas estaduais, da capital e do interior, com as ações da campanha. De acordo com o secretário Walter Pinheiro, a ideia é fazer com que as atividades cheguem às 1.300 unidades da rede pública.
>> O assunto foi destaque na TVE

Projeto Educação Empreendedora vai capacitar 50 mil jovens

04_11

Promover a cultura empreendedora e capacitar os baianos para dinamizar ainda mais a economia da capital e também do interior. Estas são as metas do projeto Educação Empreendedora, desenvolvido pelo Governo do Estado, em parceria com o Sebrae-BA. Lançado pelo governador Rui Costa, nesta terça-feira (16), o projeto vai levar cursos de qualificação para os 27 Territórios de Identidade da Bahia, capacitando professores e estudantes para alcançar mais de 50 mil jovens baianos até 2018, sendo 40 mil alunos da educação básica e 10 mil da educação profissional. O lançamento ocorreu no Centro Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque, no bairro da Caixa D´Água, em Salvador, e contou com a presença de gestores da educação e autoridades.

“Vamos implementar nas nossas escolas o que estamos chamando de escola empreendedora, ou seja, que transmite habilidades, conhecimentos para os alunos de como empreender, inovar. Capacitar não só a montar um negócio, mas como criar algo novo dentro de um negócio que já existe. Estamos vivendo uma época de mudanças no mercado de trabalho, onde há mais espaço para esse tipo de habilidade, fugindo um pouco daquele modelo tradicional de emprego, por exemplo. Por isso queremos habilitar nossos jovens para esta nova realidade”, ressaltou Rui.

De acordo com o governador, o anúncio do projeto foi realizado na presença de gestores e diretores, porque o Governo quer o engajamento de todos para fazer da Educação Profissional um sucesso no estado. “Esta reunião traduz o sentimento de união que queremos reforçar para transformar a educação na Bahia numa força que gera oportunidades e forma profissionais. A Secretaria e o Governo do Estado podem estabelecer diretrizes para os programas, mas as coisas acontecem na escola”.

O projeto Educação Empreendedora vai promover a formação de estudantes e de professores com a oferta de três cursos específicos da área, com vagas abertas já este ano. Parceiro do Governo do Estado, o Sebrae fica responsável pelas aulas e pelos materiais. Com inscrições abertas nesta terça-feira (16), o curso para Licenciamento de Metodologias de Educação Empreendedora é voltado para professores de 15 Centros Territoriais de Educação Profissional, alcançando a qualificação de 50 mil estudantes, nesta primeira etapa, até o próximo ano. Os interessados podem se inscrever até o de 23 de maio, através do e-mail educacao@ba.sebrae.com.br. As aulas acontecem de 7 de junho a 4 de agosto.

De acordo com o secretário da Educação, Walter Pinheiro, além dos estudantes, o projeto abre oportunidades para quem não está em idade escolar. “Estamos selando essa parceria com o Sebrae, que vai possibilitar levar a educação empreendedora para 168 municípios baianos. Queremos, com todos os programas do Governo do Estado, criar um novo ambiente nas escolas, relacionando o conhecimento com a economia local, com a vida cotidiana das pessoas”.

O Educação Empreendedora vai contribuir para motivar estudantes, como Maria Luiza Pinheiro, 3º ano do Curso Técnico em Química, do Centro Territorial de Educação Profissional da Região Metropolitana, em Camaçari, que desenvolveu, junto com mais três colegas, um projeto em que produz produtos a partir de óleo residual. “Desenvolvemos diversos produtos como esmalte, batom, tinta e vela, utilizando materiais encontrados em lanchonetes e na própria escola. Isso nos dá a possiblidade de conseguimos promover o uso sustentável do óleo, evitando que fosse descartado em rios. Agora estamos estudando sua comercialização e procurando parceiros para que possamos apresentar na 69ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) que ocorre em julho, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte”, contou.

Mais cursos06_8

O curso Técnico em Administração, do Eixo Tecnológico Gestão e Negócios, busca a formação e a capacitação de estudantes. Com a duração de quatro anos, serão ofertadas 35 turmas, que já começam no segundo semestre deste ano. Inicialmente, o curso será implantado no Centro Estadual de Educação Profissional Bahia (CEEP Bahia), em Salvador.

O curso de de Micro Empreendedor Individual disponibiliza 720 vagas, distribuídas em 24 turmas, para estudantes da rede de Educação Profissional e Tecnológica do Estado da Bahia, nos 27 Territórios de Identidade, e também por meio do Pronatec.

De acordo com o superintendente do Sebrae Bahia, Adhvan Furtado, a capacitação de professores vai possibilitar que o empreendedorismo chegue aos estudantes junto com conteúdos programáticos, como matemática e outras disciplinas. “O empreendedorismo vai contribuir para desenvolver de forma muito democrática as regiões da Bahia, principalmente no interior do estado, onde a informalidade é muito grande. A partir do momento que essas pessoas têm conhecimento, que estão preparadas para empreender com qualidade, elas percebem que a formalização é importante e que elas podem usar as vocações locais para ter sucesso”, afirmou o superintendente.

Primeiro Emprego

O evento desta terça também reuniu gestores de unidades de ensino que oferecem Educação Profissional no estado, para debater a oferta de vagas e a procura de estudantes pelo programa Primeiro Emprego. O objetivo é identificar egressos para atuar nas secretarias de 150 unidades escolares, ampliando, ainda mais, a inserção dos jovens no mundo do trabalho. O governador Rui Costa pediu aos estudantes que eles atualizem seus dados. “Estamos em uma busca ativa dos jovens egressos da escola técnica para oferecer uma oportunidade, mas esbarramos na dificuldade de encontrá-los por falta de informações ou dados equivocados no cadastro. Queremos gerar nove mil vagas no setor público e estamos trabalhando para gerar mais nove mil na iniciativa privada. Então peço que vocês preencham e os professores orientem os alunos na importância desse cadastro”, destacou Rui.

A ideia do programa é inserir nove mil jovens no mercado de trabalho até o final de 2018. Para isso, é importante que os estudantes estejam com seus dados cadastrais atualizados no banco de dados da Secretaria Estadual de Educação. A atualização pode ser feita pela internet, no site ou ainda na unidade escolar em que o estudante está matriculado ou que concluiu seu curso. Até o momento, um total de 7.214 egressos e estudantes da rede estadual foram convocados, sendo que 2.257 deles já foram encaminhados para postos de trabalho.

Fonte: Secom

Secretaria mobiliza estudantes para os projetos ‘Parlamento Jovem Brasileiro’ e ‘Jovem Senador’

14_2

A Secretaria da Educação do Estado está mobilizando os estudantes da rede para que participem dos projetos Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) e Jovem Senador. As inscrições para o PJB podem ser feitas até 9 de junho e para o Jovem Senador, no período de 1º de junho a 18 de agosto. Tratam-se de ações de empoderamento juvenil que têm como objetivo, respectivamente, proporcionar aos alunos do Ensino Médio a vivência do trabalho dos deputados federais, por uma semana, na Câmara, em Brasília, e promover o conhecimento sobre a estrutura e o funcionamento do Poder Legislativo brasileiro, bem como estimular o relacionamento permanente dos jovens cidadãos com o Senado Federal.

Nesta segunda-feira (15), uma equipe da Secretaria da Educação visitou o Colégio Estadual Clériston Andrade, no bairro de Itacaranha, no Subúrbio de Salvador para dialogar sobre as iniciativas com líderes estudantis e representantes do Colegiado Escolar. A estudante Emile Maisk, 17 anos, 3º ano, se empolgou com a possibilidade de participar de um dos projetos. “Achei muito interessante, pretendo me inscrever para o Parlamento Jovem porque é uma oportunidade de crescimento como estudante e como cidadã. Já estou pensando no tema do meu projeto de lei: Segurança”, disse. O aluno Felipe Antunes, 14 anos, 1º ano, também ficou entusiasmado para participar do Parlamento Jovem. “Achei muito legal essa oportunidade de vivenciarmos a vida política do país mais de perto. Minha intenção é elaborar uma redação na área da Segurança”.

A coordenadora de Articulação dos Projetos Estruturantes da Secretaria da Educação, Helaine Souza, destacou que os projetos possibilitam aos estudantes construir um olhar mais crítico sobre a sua realidade. “Somados à experiência de convivência com as culturas e cores de todas as partes do nosso país, o PJB potencializa a atuação mais democrática dos jovens e seu protagonismo político”, afirmou.

Já o vice-diretor Rafael Pugliesi falou sobre a importância da participação estudantil nos projetos: “Acho uma iniciativa louvável da Secretaria da Educação de ter abraçado as duas ações que visam a politização dos estudantes, uma vez que é a partir da política que a realidade pode ser transformada. Empoderar o jovem significa formarmos uma nova geração de que possa vir fazer diferente e melhor”.

Como participar 
Para participar do Parlamento Jovem Brasileiro, depois de elaborar o projeto de lei, o candidato dever preencher a ficha de inscrição, que pode ser encontrada na página do projeto . Em seguida, anexar os seguintes documentos: cópia do documento de identidade; declaração de que está matriculado regularmente no ensino médio/técnico, em que conste o ano cursado; termo de autorização assinado pelos pais ou responsáveis, caso seja menor de 18 anos (o modelo está disponível no site, junto à ficha de inscrição) e enviar toda a documentação à Secretaria de Educação, via Sedex (5ª Avenida, 550 – Centro Administrativo da Bahia, Salvador – BA, 41745-004), ou por e-mail (bahia.pjb2017@gmail.com). Neste caso, o projeto de lei e a ficha de inscrição deverão estar em formato word e os demais documentos deverão ser digitalizados.

Para participar da edição de 2017 do Jovem Senador, os estudantes devem elaborar uma redação dissertativa-argumentativa de 20 a 30 linhas, com o tema: “Brasil plural: para falar de intolerância. A primeira etapa refere-se à seleção e inscrição do aluno pela escola. A segunda etapa diz respeito à seleção nos Estados e no DF e a terceira etapa, à seleção e classificação nacional no Senado Federal.

 

Mais sobre o Parlamento Jovem Brasileiro

O projeto Parlamento Jovem Brasileiro simula uma jornada parlamentar, na qual os estudantes vivenciam o trabalho de um deputado federal, por meio de debates e votações. Podem participar estudantes do 2º ou 3º ano do Ensino Médio de escolas públicas ou particulares, ou no 2º, 3º ou 4º ano do ensino técnico, na modalidade integrada ao Ensino Médio, e devem ter entre 16 anos e 22 anos. Os interessados devem elaborar um projeto de lei de sua autoria que proponha mudanças para melhorar a realidade do país. O tema é livre, mas deve ter impacto nacional. O evento será realizado de 25 a 29 de setembro de 2017, na Câmara dos Deputados. Serão selecionados 78 projetos em todo o país.

 

Jovem Senador
O Jovem Senador, por sua vez, contribui para o processo de formação da cidadania ao incentivar o reconhecimento e o respeito às diferenças, provoca a reflexão sobre os valores morais e éticos que orientam o que é uma prática de intolerância e estimula o debate sobre a legislação vigente e as políticas públicas que visam garantir os direitos dos grupos minoritários ou não dominantes.

Interatividade nos meios digitais é destaque em campanha contra o Aedes

07_6

Uma nova campanha decombate ao mosquito Aedes aegypti foi lançada pelo Governo do Estado, nesta segunda-feira (15). A ação, apresentada para estudantes da rede pública durante evento no Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, no bairro de São Marcos, em Salvador, vai usar as redes sociais, como o Instagram, Facebook e Youtube, para ampliar o alcance da campanha e engajar públicos diversos.

Uma caravana com dois caminhões levando o cinema ao ar livre, os óculos de realidade virtual, microscópio e outras atividades, vai percorrer as escolas estaduais, da capital e do interior, com as ações da campanha. De acordo com o secretário Walter Pinheiro, a ideia é fazer com que as atividades cheguem às 1.300 unidades da rede pública. “Estamos fazendo uma campanha que leva a conscientização e uma série de ações de combate ao mosquito, com a utilização de novas ferramentas. E a campanha encontra nas escolas o ambiente ideal para fazer essas ações florescerem. Queremos que o combate ao mosquito seja debatido dentro das salas de aula, que não seja pontual, mas que faça parte de uma prática de educação e formação”, destacou.

Ao lado dos titulares das pastas estaduais da Educação, e de Comunicação, André Curvello, o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, ressaltou que “influenciadores digitais e vídeos com um pouco de humor estimulam o compartilhamento da mensagem, que é simples e direta: ou você toma uma atitude ou o mosquito toma conta”.

A campanha também terá anúncios em sites, jornais, revistas, outdoors, busdoors, além da exibição de comerciais nas rádios e tevês de todo o estado. Para ao secretário André Curvello (Secom), apostar na diversidade de linguagens é garantir que a mensagem chegue aos baianos. “Entendemos a importância do tema e tentamos utilizar todas as ferramentas possíveis da comunicação, no sentido de que a gente atinja o maior número de pessoas. Essa é uma campanha complexa, que já começou a ser veiculada em todos os meios ‘off’ e online. Acredito que nunca fizemos uma campanha com tanta força nas redes sociais como esta”.

Lançamento

Com o uso da tecnologia, a apresentação desta segunda-feira mostrou aos estudantes a história do Aedes aegypti e a forma como foi disseminado pelo mundo, bem como as estratégias de combate ao mosquito, que é vetor de doenças como a dengue, zika e chikungunya. “Em uma única ação utilizamos a interatividade de um vídeo 360°, propusemos uma mini gincana, apresentamos o ciclo de vida do mosquito com o auxílio de microscópios e montamos uma estrutura de mini cinema para exibir dois vídeos educativos”, explicou Fábio Vilas-Boas.

A agenda para as próximas visitas da caravana já está pronta. Confira o cronograma:

  • 15 e 16 de maio – Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, na capital.
  • 17 e 18 de maio – Colégio Estadual Presidente Costa e Silva, na capital.
  • 19 a 26 de maio – Salvador Shopping, na capital.
  • 29 e 30 de maio – Colégio Estadual José de Freitas Mascarenhas, em Camaçari.
  • 1º de junho – Colégio Estadual Polivalente de Camaçari, em Camaçari.

Saúde na Escola

Durante o evento desta segunda-feira, os secretários estaduais da Saúde e Educação também assinaram a adesão ao novo Programa Saúde na Escola, que destina recursos federais para as escolas públicas, sejam elas municipal, estadual ou federal. Nesse sentido, algumas ações são prioritárias, como a visita de profissionais de saúde nas escolas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti; avaliação de Saúde bucal, e a prevenção ao uso de álcool e outras drogas. A ideia é dar atenção integral à saúde dos estudantes da rede pública através de ações de promoção, prevenção e enfrentamento das situações que podem gerar vulnerabilidade.
>> O Assunto foi tema de reportagem no Bahia Meio Dia >> Durante o evento foi apresentado um vídeo com as iniciativas desenvolvidas nas escolas

Fonte: Portal da Educação

Secretário Pinheiro destaca necessidade da integração das políticas educacionais entre os Estados

reuniao-ordinario-do-consed

Financiamento da Educação, Reforma do Ensino Médio, Formação Continuada e Tecnologia foram alguns dos temas debatidos na II Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed), realizada nesta quinta e sexta-feira (11 e 12), em São Paulo. Na oportunidade, o secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro, apresentou uma proposta para a universalização da banda larga nas escolas públicas.

Pinheiro fez uma avaliação positiva do encontro. “É muito importante uma reunião do Consed, principalmente neste quadrante em que nós discutimos muito a reforma do Ensino Médio, a retomada de aspectos fundamentais na Educação e o grande debate que se faz no mundo sobre a ‘nova escola’”, comentou.

O secretário apontou a importância do desenvolvimento de ações articuladas e integradas entre os Estados. “A Educação precisa de um rumo, de uma correção, e esta reunião alimenta muito a esperança da gente, na medida em que cada grupo de trabalho, como se tivesse montando pedras de um quebra-cabeça, vai montando um diagnóstico, apresentando soluções e a necessidade de a gente integrar, por exemplo, as políticas adotadas em cada Estado, como a gente trocar estas experiências, a busca pelo financiamento, a relação com o Governo Federal, a possibilidade, inclusive, de tratar isso em nível nacional para que tenha a possibilidade das experiências de cada Estado ser compartilhada com o outro, guardadas as devidas proporções e suas especificidades”, afirma.

Para Pinheiro, os resultados da reunião são animadores. “Eu diria que esta reunião trouxe resultados coletados a partir dos nossos grupos de trabalho e que nos levam ao grande desafio de colocar isto em prática, de dialogar com o Governo Federal e partir, efetivamente, para a gente estabelecer mudanças profundas no Modus operandi e, ao mesmo tempo, mudanças profundas para que a gente conquiste esta ´nova escola´”, destaca.

Prêmio Gestão Escolar
Como parte da programação do Consed, Pinheiro também participou, nesta sexta, do lançamento do Prêmio de Gestão Escolar, que contempla projetos inovadores e gestões competentes na Educação Básica do ensino público. Para participar, o gestor deve fazer sua inscrição no portal do prêmio, onde terá acesso a um instrumento de autoavaliação. Podem concorrer escolas do ensino regular da Educação Básica das redes públicas estaduais/distrital e municipais. “As nossas escolas estão cheias de ótimas iniciativas e este prêmio é um merecido reconhecimento para estas boas práticas que fortalecem o eixo pedagógico nas escolas”, afirmou Pinheiro.

 

Fonte: Portal da Educação

Governo lança campanha estadual de combate ao Aedes aegypti

Na segunda-feira (15), às 9h, os secretários estaduais Fábio Vilas-Boas (Saúde), Walter Pinheiro (Educação) e André Curvello (Comunicação) lançam a campanha estadual de combate ao mosquito Aedes aegypti em uma das maiores escolas de Salvador, o Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, em São Marcos.

O diferencial da campanha é a interatividade. Vídeo 360°, microscópios, gincana e uma estrutura de um mini cinema para exibir vídeos educativos são parte da estratégia de divulgação, que também conta com influenciadores digitais (10ocupados), ações em redes sociais e anúncios em sites, jornais, revistas, outdoors, busdoors, além da exibição de comerciais em rádios e tevês de todo o estado.

Fonte: Sesab

Estrutura das escolas é disponibilizada para que estudantes se inscrevam no ENEM

enem-100camapanha-dia-e2

A Secretaria da Educação do Estado está promovendo o “Dia E” nas escolas estaduais como parte das estratégias de mobilização dos estudantes para as inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Com isto, a partir desta quinta-feira (11) até o último dia de inscrição (19/5), as escolas estarão disponibilizando os laboratórios de informática, secretarias e outras salas com computadores e acesso à Internet para que, com o auxílio de professores e gestores, os estudantes garantam suas inscrições para o exame.

A iniciativa faz parte da campanha ENEM 100% que a Secretaria da Educação do Estado está desenvolvendo, conforme explica o superintendente de Políticas para a Educação Básica da Secretaria da Educação do Estado, Ney Campello. “Este esforço da Secretaria, que coloca toda a sua estrutura da rede à disposição dos estudantes concluintes do Ensino Médio para a inscrição no ENEM, decorre da correta compreensão de que o ENEM se constitui, hoje, em um portal de acesso destes estudantes às instituições de Ensino Superior e ao mundo do trabalho”, afirma, ao acrescentar que “a não realização das provas do ENEM significa ficar à margem das possibilidades em que o mundo do trabalho e as carreiras acadêmicas oferecem aos nossos estudantes”.

No “Dia E” no Colégio Estadual Rômulo Almeida, no bairro do Imbuí, em Salvador, nesta quinta-feira (11), gestores e professores passaram nas salas de aula incentivando os estudantes para a inscrição. “Esta mobilização é importante porque humaniza o tratamento com os nossos alunos que, muitas vezes, deixam de fazer a inscrição por falta de acesso à Internet ou mesmo por não conseguirem viabilizá-la no site. Então, a nossa contribuição os estimula a pensarem que o primeiro passo para a realização do sonho de ingressarem na universidade é através do ENEM”, destaca o diretor Elísio Santos.

A estudante Gisele Torres, 16 anos, fez a inscrição, na sala da direção, e fala que os apoios da escola e da gestão foram essenciais. “Estou feliz porque agora estou, oficialmente, concorrendo ao ENEM. A minha opção foi pelo curso de Medicina, pois o meu sonho é ser pediatra para cuidar das crianças. Então, hoje pode ser o início dessa caminhada rumo à faculdade”, conta. A colega Andreza Reis, 17 anos, também fala sobre este respaldo. “Já estava preocupada porque, em casa, estava dando erro. Felizmente, o diretor Elísio me incentivou e ajudou para que tudo desse certo no final”.

No Colégio Estadual de Abrantes, em Vila de Abrantes, distrito do município baiano de Camaçari (a 46 km de Salvador), o estudante Herbert Jesus Jr., 18 anos, aspirante ao curso de Psicologia, também conseguiu, com o apoio da escola, efetivar sua inscrição. “Acabei de me inscrever no ENEM graças a esta campanha do “Dia E” aqui na escola, que está sendo muito positiva, porque está dando uma oportunidade aos alunos que, como eu, não têm Internet em casa”, declara.

O diretor da unidade, Adriano Sousa, conta que a ação de mobilização será intensificada neste sábado (13), quando a escola ficará aberta das 8h às 12h com esta finalidade. “Nossa meta é que todos os nossos 250 alunos do 3º ano se inscrevam. Acredito que iremos alcançar este objetivo, porque os alunos que não têm acesso à Internet doméstica ou mesmo estão tendo dificuldades para fazer a inscrição em casa e estão nos procurando, compreendendo que o exame é uma porta para a universidade pública e gratuita”, afirma o gestor.

Além de apoio para as inscrições, o ENEM 100% envolve várias ações articuladas como a realização de aulões, simulados e a disponibilização de conteúdos digitais no Portal da Educação. A rede estadual tem 125 mil alunos matriculados no 3º ano do Ensino Médio aptos a realizar o ENEM.

Isenção
Os estudantes da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual de ensino possuem isenção garantida na inscrição do ENEM. Para isto, eles devem informar, no ato da inscrição o seu CPF e a data de nascimento. Com esses dados, o sistema identifica automaticamente quem são os alunos de escolas públicas e o valor, que seria de R$ 82, é liberado. A inscrição pode ser feira através do portal do Inep.

Portal da Educação – Para auxiliar os estudantes na preparação para o ENEM, além das salas de aula, a Secretaria da Educação do Estado disponibiliza mais de quatro mil conteúdos digitais educacionais no Ambiente Educacional Web. São conteúdos de todas as disciplinas das áreas de conhecimento, inclusive videoaulas, e de todos os níveis de ensino, produzidos e/ou catalogados por educadores da Rede Anísio Teixeira.

Fonte: Portal da Educação